Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Comissão aprova programa de armamento

186 novos tanques para o Exército

(Keystone)

Comissão de Política de Segurança do Senado (CPS) aprovou por ampla maioria "programa de armamento 2000". O programa inclui compra de 186 tanques suecos (foto) e 120 "veículos de exploração" para comandantes de tiro de artilharia.

Por sete votos contra 1, a Comissão de Política de Segurança do Senado (CPS) suíço endossou crédito de 1,178 bilhão de francos - quase 700 milhões de dólares - para a compra de novas armas para o Exército.

Está prevista aquisição de 186 tanques suecos para os granadeiros, arma destinada a substituir os M-113 comprados há 40 anos. Os novos tanques devem equipar 4 batalhões.

Parte do crédito deverá servir também para a compra de 120 veículos de exploração para comandantes de artilharia (Fr. 186 mio)e 12 sistemas ligeiros de desminagem (Fr. 22 mio).

Estas últimas aquisições não foram criticadas. Mas quanto à encomenda de 186 tanques suecos, o representante socialista na CPS (Michel Béguelin) queria remeter o projeto ao governo.

Seu argumento era de que se devia esperar clara definição da idéia "Exército XXI": tamanho das forças armadas, papel da neutralidade e do sistema de milícia existente na Suíça.

Dois terços dos suíços são pela existência do Exército. Mas desacordo entre o ministro da Defesa (Adolf Ogi) e o ministro da Economia (Pascal Couchepin) alimenta controvérsia sobre como reformar as forças armadas no país.

O ministro da Economia estima que um exército menor, como será o caso na Suíça, deva custar menos. O ministro da Defesa argumenta que o Exército deve ser moderno, tornando ilusório corte no orçamento do setor...

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.