Navigation

Correios submergidos por pacotes

Mais pobres recebem presentes de Natal tardios Keystone

Em dezembro, os correios suíços encaminharam número de pacotes 2 vezes superior ao total de habitantes. De 18 a 20 de dezembro, chegava-se à cifra de 1 milhão e duzentas mil unidades por dia.

Este conteúdo foi publicado em 28. dezembro 2001 - 14:49

Mesmo com novos meios modernos de comunicação como SMS (mensagens curtas por celulares), e os e-mails (correios eletrônicos), o envio de pacotes postais continua particularmente elevado na Suíça, um dos sinais de prosperidade e abundância de um dos países mais ricos do mundo.

2x Natal

Quinze milhões de pacotes transitaram pelas esteiras dos correios suíços no mês de novembro. É mais do dobro da população, ligeiramente acima dos 7 milhões de habitantes.

A maioria dos pacotes representa troca de presentes entre amigos e familiares. Mas boa parte é constituída por presentes enviados no âmbito da campanha "2x Natal". Duas vezes Natal, que já vem se tornando tradição, permite à população suíça ajudar pessoas necessitadas do país e do exterior.

Os pacotes enviados para um centro de distribuição da Cruz Vermelha Suíça, nos arredores de Berna (Wabern), contêm artigos para cuidados corporais, alimentos não perecíveis, artigos escolares ou brinquedos.

A campanha tem tido crescente sucesso com o passar dos anos e possibilita a muitas pessoas se desfazerem de artigos que não utilizem ou de brinquedos que podem ainda trazer alegria para os menos favorecidos.

Swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?