Navigation

Crossair confirma compra de aviões da Embraer

ERJ-170 foi mostrado pela primeira vez segunda-feira, em São José dos Campos Keystone Archive

O fundador e presidente do conselho de administração da Crossair, Moritz Sutter, assistiu ao lançamento do novo avião da Embraer e confirmou a compra de 60 aparelhos por 2 bilhões de dólares.

Este conteúdo foi publicado em 30. outubro 2001 - 12:26

Apesar da crise geral da aviação civil, inclusive com a concordata da Swissair, a Crossair vai continuar comprando aviões da Embraer para modernizar sua frota de aviões regionais.

Compra confirmada

O fundador da Crossair, Moritz Sutter, assistiu segunda-feira, 29.10, em São José dos Campos, ao lançamento do mais novo avião brasileiro, o ERJ-170 (de 70 lugares) e confirmou a compra de 60 aparelhos por 2 bilhões de dólares.

18 aviões da Embraer (ERJ-145, 49 lugares) já estão voando pela Crossair, que também está interessada e outro modelo maior (ERJ-190, 108 lugares) ainda em fase de projeto na Embraer.

O novo modelo lançado hoje em São José dos Campos deverá ficar um ano em fase de testes, antes de ser entregue à Crossair, companhia suíça que vai ocupar o lugar de companhia nacional, a partir de março.

Crossair tem nova vocação
A Crossair, que até agora era líder européia do tráfego regional, vai incorporar parte da frota e do pessoal da Swissair e manter dois-terços dos vôos intercontinentais.

Para isso, foi montado um complexo plano financeiro, inclusive com a participação de capital estatal. Mesmo assim, pelo menos parte do plano inicial de modernização da frota da Crossair com aviões da Embraer será mantido.

No entanto, a Crossair esperava vender sua frota de aparelhos a hélice para financiar parte das aquisições dos jatinhos da Embraer. Com a crise atual da aviação civil, as aeronaves de segunda mão cairam muito de preço.

swissinfo

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?