Navigation

Janela n°11: cantão do Jura

Barbara Bamberger

O circo é o berço de Johnny Gasser, e hoje ele é um dos gigantes deste mundo.

Este conteúdo foi publicado em 11. dezembro 2020 - 09:00

Os pais deste grande palhaço são os próprios fundadores do circo StarlightLink externo que começou em Porrentruy em 1987. Suas primeiras experiências sob a grande tenda remontam à sua primeira infância.

Entretanto, a constatação de fazer carreira com isso só veio quando ele conheceu o russo Yuri Kreer aos 17 anos de idade. Decidido, Johnny Gasser ingressou na prestigiosa Montreal Circus School, no Canadá. Aí ele experimentou com todos os tipos de disciplina, mas acabou se voltando ao seu primeiro amor, o equilibrismo.

Prova de que ele estava certo em seguir seus instintos: seu número de barra russa com o trio "The Dandy's", formado com seu parceiro inseparável Yuri e o acrobata Kirill, foi premiado com um Clown d'Argent (clown prateado) no Festival Internacional de Circo de Monte-Carlo em janeiro de 2020.

Johnny Gasser vive agora nos Estados Unidos, mas volta regularmente à Suíça. Ele faz parte de uma nova geração de artistas de circo e está bem ciente de que terá que desenvolvê-la ainda mais se quiser continuar a viver dela: "O circo deve se reinventar em todo o mundo. Quer sejamos ucranianos, marroquinos, americanos ou suíços, estamos provando com nossos espetáculos que podemos trabalhar todos juntos. A maior competição hoje em dia é a internet, porque o público pode assistir a atos e apresentações no YouTube", disse ele recentemente ao diário regional 24 Heures.

Aqui está o número pelo qual Johnny Gasser ganhou seu Clown d'Argent:

Conteúdo externo


A arte em todos os seus estados

Este ano, a SWI swissinfo.ch decidiu dedicar seu Calendário de Advento ao mundo da cultura - e à cultura suíça em particular. Concertos cancelados, museus fechados, apresentações proibidas - a crise do coronavírus atingiu duramente os artistas em todos os campos.

A fim de apoiá-los à nossa maneira e permitir que você descubra seus mundos encantados e variados, lhes convidamos a abrir uma nova janela a cada dia, que revelará uma personalidade particular. Alguns são mais populares do que outros, mas todos têm em comum que são contemporâneos e reconhecidos internacionalmente em sua arte.

Siga-nos durante o mês de dezembro e conheça aqui uma rapper do Valais, um dançarino da Basileia, um escritor da Thurgau (Turgóvia), um trompetista de Friburgo...

E é bom lembrar: nossa seleção não tem a intenção de apresentar "o melhor" da arte suíça. Nós simplesmente desejamos oferecer a você uma paleta o mais rica possível. E esteja à vontade para nos apresentar ou recomendar novos artistas de sua preferência.  👇

End of insertion



Partilhar este artigo