Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Dança das cadeiras Ministro da economia anuncia sua saída

 Johann Schneider-Ammann

Um dos dois representante dos liberais radicais (FDP em alemão, PLR em francês) no Conselho Federal, Schneider-Ammann, 66, foi o ministro da Economia nos últimos oito anos

(© KEYSTONE / ANTHONY ANEX)

O ministro suíço da Economia, Johann Schneider-Ammann, deixará o Conselho Federal (órgão executivo) até o final do ano, conforme confirmado esta manhã.

O presidente da Câmara dos Deputados, Dominique de Buman, fez o anúncio na terça-feira, confirmando os rumores que estavam circulando na capital suíça nos últimos dias.

O ministro deve realizar uma coletiva de imprensa na manhã de terça-feira.

Membro do Partido Radical, de centro-direita, Schneider-Ammann, 66, anunciou na primavera que este seria seu último mandato no gabinete de sete pessoas. Ele é membro do governo desde 1º de novembro de 2010, sucedendo Hans-Rudolf Merz.

De Buman e a presidente do Senado, Karin Keller-Sutter, agradeceram a Schneider-Ammann por seu compromisso "incansável". Os senadores deram ao ministro que estava presente uma ovação de pé.

"Sabíamos que ele era um homem de convicção", disse Keller-Sutter, acrescentando que ele queria passar mais tempo com sua família e "ser avô".

Em vez de administrar o portfólio financeiro, o empresário assumiu o ministério da economia de Doris Leuthard, que por sua vez assumiu as rédeas do Departamento Federal do Meio Ambiente, Transporte, Energia e Comunicações (DETEC).

A eleição para substituí-lo deve acontecer no Parlamento em 5 de dezembro.



swissinfo.ch/ets

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.