Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Danzas só cresce no Brasil

Danzas dispõe de 17 centros de distribuição no país

(Keystone Archive)

Danzas, multinacional suíça do setor de transporte, não pára de crescer no Brasil. A filial, Danzas Logística, registra aumento de mais de 20% em 2001.

Desde que chegou ao maior mercado da América Latina, na segunda metade dos anos noventa, Danzas vem avançando. A expectativa da empresa é de um crescimento de 25% neste ano.

O faturamento de Danzas Logística elevou-se a 136 milhões de reais - cerca de 60 milhões de dólares - no ano passado, o que corresponde a aumento de de 21% em relação ao ano 2000, segundo Francisco Tabajara, diretor da empresa.

O crescimento foi alimentado pela demanda crescente de serviços logísticos por grandes multinacionais, instaladas no Brasil. É uma progressão superior à média do mercado, estimada em 15%. O objetivo deste ano é chegar a um faturamento de 170 milhões de reais.

Serviços apreciados

É justamente para servir os grandes clientes internacionais que Danzas se instalou no Brasil, depois de adquirir DDF - empresa logística local, controlada então pela Philips. Danzas dispõe agora de 17 centros de distribuição no país.

Seus serviços são particularmente apreciados pelas empresas de telecomunicações e seus fornecedores de componentes, como o finlandês Nokia e o norte-americano Lucent, que participam do capital da multinacional suíça.

Os setores automobilístico, químico-farmacêutico, alimentação, higiene e vestuário também a utilizam freqüentemente nas atividades de distribuição, seja antes, seja depois da fase de produção industrial propriamente dita.

Além de simples atividade de transporte, os serviços de distribuição permitem assim melhor azeitar a cadeia de produção. E evitar perdas graças a um melhor gerenciamento dos estoques, que representam custos adicionais para as empresas.

Danzas está igualmente presente no Brasil pela sua filial de comércio internacional Danzas AEI, originada da aquisição da transportadora norte-americana AEI International, bem instalada nos mercados panamericanos.

Thierry Ogier, de São Paulo.


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×