Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Descoberta sobre câncer do cólon

O "adenovirus" ou vírus do resfriado, visto em microscópio eletrônico. Modificado, ele combate o turmor. (Foto: Yale University Scool of Medicine)

Instituto suíço de pesquisa criou um vírus capaz de atacar o câncer do cólon. É terapia mais seletiva, com menores efeitos secundários.

O câncer do cólon - parte do intestino grosso, entre o ceco e o reto - é um dos tumores malignos mais freqüentes. Na Suíça é o mais generalizado depois do câncer do pulmão, da mama e da próstata. Afeta no País, cada ano, 3.500 pessoas. Homens e mulheres em proporções semelhantes.

"Do ponto de vista genético, sabe-se muito bem como se desenvolve a enfermidade", diz Richard Iggo, do Instituto de Pesquisa Experimental sobre o Câncer (ISREC, sigla francesa). Esse instituto, que desenvolveu o vírus mencionado, fica em Epalinges (Lausanne), sudoeste.

O desafio enfrentado pelos pesquisadores consistiu em explorar os conhecimentos sobre falhas genéticas do câncer para fazer um tratamento mais localizado que os meios tradicionais: cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

A aplicação é uma outra história

Não é para amanhã que os pacientes poderão beneficiar-se da descoberta. "O papel do ISREC - realça Richard Iggo - é realizar pesquisa sobre a biologia dos tumores e desenvolver tratamentos. A aplicação é da competência da indústria farmacêutica".

Para descobrir esse vírus, Iggo trabalhou 5 anos. Mas se lhe bastou uma centena de francos para fazê-lo, serão necessárias algumas centenas de milhares, durante vários anos, para conseguir uma aplicação prática. O que não depende dele.

A continuação de seu trabalho será garantida pela BTG, multinacional com sede em Londres, especializada na comercialização de novas técnicas terapêuticas. BTG estabeleceu colaboração com IRSEC. No Instituto, que tem apoio financeiro do Governo, trabalham 200 pessoas

swissinfo / Bernard Weissbrodt


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×