Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Diagnóstico  Suíça aumenta capacidade de testes de coronavírus

Dez laboratórios na Suíça já podem realizar testes de coronavírus, anunciou na quarta-feira o ministro da Saúde, Alain Berset. Antes de segunda-feira, todos eles foram feitos por um laboratório em Genebra.

masked tourists in Milan

O governo suíço está intensificando as medidas para tentar impedir a propagação do vírus a partir da Itália

(Keystone)

Os dez laboratórios podem realizar juntos 1.000 testes por dia, disse Berset em entrevista coletiva, observando que a capacidade foi quase triplicada desde a semana passada.  

O ministro disse que a confirmação na terça-feira de um primeiro caso de coronavírus na Suíça não alterou as medidas postas em prática na segunda-feira.  

O paciente com coronavírus, um homem idoso do cantão do Ticino, está isolado em uma clínica em Lugano e está bem.

Na segunda-feira, o governo decidiu reforçar as medidas para evitar a propagação do coronavírus da vizinha Itália, incluindo testes para pessoas com sintomas semelhantes aos da gripe e intensificar os serviços de informação e aconselhamento.   

Berset disse que uma campanha de informação para turistas e viajantes pendulares nas fronteiras e aeroportos começaria na quinta-feira, com panfletos e cartazes. Uma campanha de higiene será lançada no mesmo dia e a linha telefônica direta existente será reforçada. 

A linha direta telefônica foi inundada de chamadas, segundo a operadora Medgate. A maioria das chamadas tem sido sobre viagens para a Ásia e Itália, e quais as medidas de higiene a serem tomadas para proteger contra infecções.

Suíços em quarentena em Tenerife

Enquanto isso, o Ministério das Relações Exteriores diz que vários cidadãos suíços foram colocados em quarentena em um hotel em Tenerife depois que alguns hóspedes italianos revelaram positivo para o coronavírus. O ministério diz que os suíços, cujo número exato não é claro, estão bem, e que está em contato com eles e com as autoridades espanholas competentes.

E o grupo aéreo Lufthansa, que inclui a Swiss International Airlines, suspendeu todos os voos de passageiros para a China continental até ao final de março como resultado do surto do vírus, e reduziu os voos para Hong Kong. A Swiss voará agora para Hong Kong apenas cinco vezes por semana, em vez de todos os dias, e utilizará aviões menores.

Covid-19 Suíça confirma primeiro caso de Coronavírus

As autoridades suíças registraram o primeiro caso de infecção por Coronavírus em um paciente no cantão Ticino, ao sul do país, na fronteira com a ...

Este conteúdo foi publicado em 25 de Fevereiro de 2020 17:27


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.