Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Direita é contra semana de 36 horas

(swissinfo.ch)

Os suíços vão votar dia 3 de março sobre a redução da carga horária de trabalho de 40 para 36 horas semanais. A proposta dos sindicatos é combatida pela direita parlamentar.

O comitê interpartidário lançou segunda-feira, em Berna, a campanha pelo "não à semana de 36 horas.

Iniciativa foi lançada em 98

Composto por 164 parlamentares dos 4 partidos de direita mais representativos, o comitê considera que a redução do horário de trabalho, sem redução de salários médios e baixos, diminuiria a competitividade da economia suíça e ameaçaria o emprego.

A iniciativa a ser votada dia 3 de março foi lançada em 1998 pela União Sindical Suíça (USS), maior central sindical do país, próxima do Partido Socialista.

A USS angariou 108 mil assinaturas (100 mil é o limite) para que a questão seja submetida a votação nacional. Se aprovada, será inscrita na Constituição.

Convenções coletivas

"A regulamentação rígida da carga horária está em defasagem completa com a sociedade", afirma o comitê interpartidário, que considera que a tendência atual é a flexibilização.

Essa questão deve ser negociada e regulamentada nas convenções coletivas e não através da Constituição, afirmam os adversários. Sempre haverá alguém disposto a trabalhar mais para ganhar mais, segundo o comitê. O risco da regulamentação constitucional, para eles, é incentivar o trabalho clandestino.

Além disso, de acordo com o comitê, seria impossível comprir as 36 horas para 88% das empresas suíças, que têm menos de 10 funcionários.

França e Bélgica são maus exemplos

Para ser inscrita na Constituição, a iniciativa popular precisa ser aprovada por dupla maioria, do povo e dos 26 estados. Os salários até 7.600 francos suíços (5.200 euros) não seriam reduzidos.

Na União Européia, França e Bélgica aplicam 35 horas semanais, mas o desempenho dessas economia não são um exemplo para a Suíça, segundo o comitê.

swissinfo com agências

swissinfo


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×