Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Documentos foram destruidos

(swissinfo.ch)

Muitos documentos do período de colaboração com os serviços secretos sul-africanos foram destruidos na Suíça. Nenhum documento importante foi arquivado.

Normalmente, mesmo os documentos secretos devem ser arquivados nos serviços do exército ou nos arquivos federais. O professor de direito Rainer Schweizer, autor do relatório sobre a atuação dos agentes suíços na África Austral, descobriu que até a correspondência do então chefe dos serviços secretos suíços, Peter Regli, foi destuida.

Desde os anos 80, o Grupo de Informações e Segurança (GRS), denominado posteriormente apenas de Grupo de Informações, microfilmou os arquivos mas foram "esquecidos" documentos importantes, segundo Schweizer. Alguns foram destruidos em 1999 e 2000, contrariando as normas adotadas em 1998.

Responsabilidades

Os documentos foram destruidos, segundo o relatório, por rotina ou intencionalmente. A partir de 2001, o arquivamento de documentos do serviço secreto vem sendo mais sistemática e isso deve prosseguir, recomenda Schweizer.

A questão de saber se devem ou não ser punidas as pessoas que destruiram os documentos debe ser examinada de maneira adequada e individualmente, afirma o relatório.

swissinfo com agências

×