Navigation

Duzentos brasileiros participam da Expo.02

Cartaz em que figura o nome do hóspede de honra swissinfo.ch

Toque brasileiro na recém inaugurada exposição nacional suíça com participação importante de Nova Friburgo (RJ), convidada de honra, na jornada oficial do estado de Friburgo.

Este conteúdo foi publicado em 17. maio 2002 - 13:14

Em 1819, saíram de Fribourg para o Brasil 2000 suíços com o objetivo de fundar Nova Friburgo. Quase 2 séculos depois, descendentes desses colonos - que fizeram uma "viagem sem regresso" - vieram animar o dia oficial de Friburgo na Expo.02, no sábado 18/5.

Gasto de US$ 100 mil

Vieram "trazer à Suíça o samba e as cores do mundo", na opinião de um político suíço que os acolheu dia 16/5 em Estavayer-le-Lac, oeste. (Dessa pequena localidade à beira lago saíram os pioneiros que criaram Nova Friburgo, cidade de 200 mil habitantes, a 160 km do Rio de Janeiro).

O cantão (estado) de Friburgo gastou 100 mil dólares para trazer 120 "artistas": mais de 60 integrantes de uma banda de música (Campesina), um grupo de 7 cantoras e 4 músicos (Tom sobre Tom), e um grupo de bailarinos (Silvana)... E oitenta brasileiros figuram como acompanhantes.

Todos trazem ao País um pouco da espontaneidade e alegria de viver que os suíços parecem ter perdido, como disse o n° 2 da Secretaria da Cultura de Friburgo, Gérald Berger.

"Asas para viver"

Essa exposição nacional suíça de 15 de maio a 20 de outubro deve permitir aos suíços se olharem no espelho e se questionarem sobre o futuro.

A vinda dos brasileiros é uma ocasião para os suíços se indagarem sobre o caminho percorrido e o caminho que resta a percorrer. Eles parecem notar que algo errado pode ter acontecido, a julgar por uma frase pronunciada em Estavayer-le-Lac, pelo secretário das Finanças do cantão de Friburgo, Urs Schwaler. Dirigindo-se especialmente aos brasileiros exclamou: "Dêem-nos asas para viver melhor".

J.Gabriel Barbosa

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?