Navigation

Mulher mais velha da Suíça morre aos 112 anos

No final de sua vida, Alice Schaufelberger enxergava com um olho e lia a Bíblia com uma lupa. Pascal Mora

Alice Schaufelberger, que passou a maior parte de sua vida em Zurique, sempre esteve de bom humor, de acordo com a chefe do asilo onde ela morreu com a idade recorde de 112 anos.

Este conteúdo foi publicado em 01. dezembro 2020 - 06:45
swissinfo.ch/fh

A centenária, considerada a mulher mais velha do país, faleceu em 16 de novembro, a diretora Iris Ritte confirmou à mídia de língua alemã no fim de semana. Schaufelberger nasceu em 11 de janeiro de 1908 no cantão da Argóvia e tinha trabalhado em uma loja de alimentos saudáveis em Zurique.

Ela passou os últimos 20 anos de sua vida no asilo em Zurique-Seebach, onde lia a Bíblia com uma lupa, disse Ritte ao jornal Tages-Anzeiger. Schaufelberger era uma pessoa feliz e calorosa, acrescentou ela.

Pascal Mora

Quando perguntada sobre o segredo da felicidade, a mulher idosa disse para não levar as coisas muito a sério e para não se zangar com as pessoas que não são amigáveis.

Se ela tinha um arrependimento na vida, era não ter sido mais alta. Quanto à sua longevidade, Schaufelberger a atribuiu à natureza: "Eu devo ter sido bem feita por dentro".

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo