Navegação

Menu Skip link

Subsites

Funcionalidade principal

Racismo nas centrais de atendimento Quais são os sobrenomes suíços mais comuns?

Uma reportagem publicada na imprensa helvética no final de semana levantou um grande debate sobre a questão dos sobrenomes e preconceitos contra estrangeiros.

Diferentes sobrenomes na Suíça

Muitos vendedores preferem mudar seus nomes para facilitar o contato com clientes suíços.

(swissinfo.ch)

Uma central de atendimento teria dado sobrenomes "suíços" para seus funcionários de origem estrangeira na tentativa de facilitar o contato deles com os clientes. Aproveitando a discussão, mostramos os sobrenomes mais comuns da Suíça.

Como os funcionários com sobrenomes estrangeiros empregados pela companhia de seguros Swiss Life devem se apresentar aos clientes? "Bom dia, aqui quem fala é o Sr. Müller?". Esse é o sobrenomes mais comum da Suíça, acompanhado logo por "Schmid" e "Meier".

Aparentemente sobrenomes de sonoridade suíça funcionam melhor no mercado das centrais de atendimento, como mostrou a reportagem publicada pelo jornal "Blick. Não só funcionários de origem estrangeira tentam utilizar do artifício de nomes de fantasia para melhorar o sucesso nas vendas ou contato com clientes, mas também suíços com nomes complicados.

Descrição dos sobrenomes comuns na Suíça

Quais são os sobrenomes mais comuns na Suíça? 

(swissinfo.ch)

A utilização de nomes de fantasia é comum, explica o proprietário de uma central de atendimentos. Porém ao ser entrevistado, o presidente da associação dessas empresas, Callnet, negou. "Nomes falsos não são tolerados no nosso setor, pois não correspondem à nossa política de ter um contato de confiança e transparente com os clientes."

Debate continua

Na terça-feira, a própria seguradora se defendeu. "A Swiss Life defende a posição de que a utilização de nomes de fantasia não é discriminatório ou fere a personalidade do funcionário". E completou. "Essa prática serve simplesmente para facilitar a comunicação com os clientes".

Segundo a Swiss Life, apenas 19 funcionários da equipe de atendimento utilizam nomes de fantasia, todos de forma voluntária. Dez funcionários que preferem o emprego dos nomes originais, três teriam nomes de sonoridade estrangeira.


Adaptação: Alexander Thoele

×