Navigation

Morre Roger Dubuis, um dos últimos mestres da relojoaria suíça

Samir Hussein/Getty Images

Roger Dubuis morreu no último fim de semana aos 80 anos. Personalidade do mundo da alta relojoaria, fundou a fábrica de Genebra com seu nome em 1995, controlada desde 2008 pelo grupo de luxo Richemont.

Este conteúdo foi publicado em 17. outubro 2017 - 14:18
swissinfo.ch/fh

Roger Dubuis foi o fundador de uma das marcas de relógios suíças mais prestigiadas da história recente, conhecida por seu modelo Excalibur e seus relógios "esqueletos" que revelam mecanismos complexos. Relógios cujo preço varia entre 12 mil e 1 milhão de dólares e conseguiu seduzir clientes famosos como os atores Sylvester Stallone e Gerard Butler.

A história da empresa que tem seu nome começa em 1995. Em colaboração com o designer português Carlos Dias (veja a entrevista ao lado, realizada em 2005), Roger Dubuis pretendia criar relógios de ponta combinando inovação técnica, precisão e design visionário.

Mas os negócios não funcionam como esperado. "Infelizmente, Roger Dubuis era muito mais um "relojoeiro", enquando Carlos Dias era mais "visionário" ou também "artista", nenhum deles sendo muito empreendedor para que a aventura se perpetuasse", escreve o site especializado  Business Montres & JoaillerieLink externo, que fala de Roger Dubuis como "um dos últimos mestres relojoeiros".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.