Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíça-Brasil Suíços e brasileiros não precisam mais de vistos


As filas continuam no aeroporto de Zurique, mas o visto de entrada não é mais necessário para os turistas brasileiros. 

As filas continuam no aeroporto de Zurique, mas o visto de entrada não é mais necessário para os turistas brasileiros. 

(Keystone)


O fluxo de turistas aumenta nos dois sentidos e a companhia aérea Swiss vai aumentar a frequência de voos para a o Brasil, uma as rotas mais rentáveis. Na prática, não havia mais necessidade de visos, mas o governo suíço oficializou recentemente sua abolição até 90 dias. A medida vale somente para atividades não lucrativas. 

Uma notícia boa nunca vem sozinha, pelo menos ultimamente entre a Suíça e o Brasil. Há muito tempo que o visa é dispensado para suíços e brasileiros nas viagens de turismo ou estudos que não ultrapassam 90 dias, mas agora é oficial. O governo suíço aprovou formalmente a eliminação de visas em sua reunião semanal de 11 de agosto. Desde 1° de abril de 2011, os brasileiros também estão  dispensados de visas para os países do chamado Espaço Schengen, devido acordo com a União Europeia  e a Suíça também é membro de Schengen.

Mais turistas

A medida condiz com o aumento do fluxo de turistas entre os dois países. Apenas durante a Copa do Mundo, por exemplo, aproximadamente cinco mil suíços viajaram para acompanhar os jogos da seleção helvética.

Gisele Sarbach, gerente de Marketing do escritório de Turismo da Suíça no Brasil, declarou ao site de informações turísticas PanrrotasLink externo que a Suíça recebeu 43,9 mil brasileiros no primeiro semestre deste ano, crescimento de 2,7% em relação aos 42,8 mil registrados em igual período de 2013. O número total de pernoites geradas foi 110,1 mil, incremento de 4,1%.
Os destinos mais visitados foram Zurique e região, Genebra e região, Lucerna e região Lago Lucerna, Região do Lago Genebra (Montreux, Vevey e Lausanne) e Oberland Bernês (Interlaken e região de Jungfrau).

Mais voos

A companhia aérea SwissLink externo, filial da alemã Luftansa, tam atualmente um voo diário para o Brasil, mas a frequência vai aumentar. Ao mesmo site citado acima, o diretor da Swiss para as Américas, Patrick Heymann declarou que a rota Zurique-São é das mais rentáveis da companhia, com taxa de ocupação média de quase 90%. Daí a decisão de adicionar mais três voos diários a partir de 27 de outubro. Eles partirão de São Paulo às segundas, quintas. sábados e domingos. De 9de novembro a 4 de janeiro, um quarto voo adicional será disponibilizado. Os quatro novos voos representam um aumento da oferta de 57%, mas têm o caráter de teste do mercado brasileiro. Se a resposta for positiva, a Swiss poderá manter a oferta.

Heyman também anunciou que a partir de 2016, a Swiss vai começar a substituir a frota atual de A340 para os voos de longo curso pelos aviões B777. São Paulo é a segunda mais longa rota da companhia, depois de Tóquio. 

×