Navigation

Montantes das heranças suíças dobraram nos últimos 20 anos

Permanecer em bons termos com os pais pode render - cada vez mais Keystone

Os suíços estão transmitindo mais riqueza através de heranças para familiares, amigos e outros beneficiários do que nunca - os 63 bilhões de francos legados em 2015 representam o dobro de 20 anos atrás, de acordo com o jornal NZZ am Sonntag.

Este conteúdo foi publicado em 15. janeiro 2018 - 11:30

O estudo do Departamento de Trabalho e Política Social estima que um montante adicional entre 16 e 21 bilhões é distribuído em presentes a cada ano.

O aumento aparentemente não é apenas uma questão de generosidade. Cerca de um terço de todos os suíços deixa muito pouco ou nada, revela o estudo. Os números foram bastante inflados por um impulso incomum nos preços dos imóveis suíços na última década - um dos principais ativos normalmente legados.

Em média, os suíços legam 170 mil francos, com apenas 17% de todas as heranças alcançando um montante de 1 milhão de francos ou mais.

O estudo também revela que as pessoas estão aguardando mais antes de começar a deixar seus bens para os beneficiários. A tendência é atribuída ao aumento da expectativa de vida da população.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.