Navigation

Quem é quem em Davos?

Entrar na lista de participantes da reunião anual do Fórum Econômico Mundial (WEF) não é tarefa fácil. Apenas cerca de 3.000 pessoas conseguem o bilhete de entrada. Apesar dos esforços para atrair mais jovens e mulheres, o participante médio ainda é um homem de 50 anos da Europa Ocidental ou da América do Norte.

Este conteúdo foi publicado em 22. janeiro 2019 - 08:00
swissinfo.ch
Cerca de 3.000 pessoas devem comparecer ao encontro anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, mas apenas 130 têm menos de 30 anos World Economic Forum / Sikarin Fon Thanachaiary

Então, quem você pode esperar encontrar neste seleto clube? Mais da metade dos participantes são empresários, com uma grande parte de diretores executivos, como o CEO da Glencore, Ivan Glasenberg, e o presidente da Roche, Christoph Franz.

Das mais de 330 personalidades públicas, espera-se que 60 chefes de Estado participem, incluindo o presidente suíço Ueli Maurer e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, além de vários novos rostos, entre eles, líderes recém-eleitos do Iraque, Brasil e Equador. Mais de 40 chefes de organizações internacionais, incluindo o brasileiro Roberto Azevêdo, da Organização Mundial do Comércio (OMC), participarão.

Embora mais da metade dos participantes sejam oriundos da Europa e da América do Norte, tanto a China quanto a Índia têm mais de 100 pessoas presentes. E o país anfitrião, a Suíça? Há mais de 300 participantes da nação alpina na lista, embora mais de 30 deles trabalhem para o WEF.

Menos de um quarto dos participantes são mulheres - um número que praticamente não se alterou em relação ao ano anterior. O grupo inclui várias líderes, da primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, à diretora executiva da Oxfam International, Winnie Byanyima.

A voz da juventude

A 49ª edição da reunião anual do WEF em Davos se concentrará em como a grande ruptura tecnológica moldará uma nova era de globalização. Com mais de 350 sessões sobre temas como a “força de trabalho da segurança cibernética de amanhã” e “Investir para o longo prazo”, os organizadores reconhecem a necessidade de trazer mais vozes da próxima geração para a discussão.

Embora menos de 130 participantes tenham 30 anos ou menos, o WEF convidou seis de seus jovens “Global Shapers” para co-presidir a reunião ao lado do CEO da Microsoft, Satya Nadella, na esperança de manter o foco nas necessidades das futuras gerações.

O participante mais jovem, com apenas 16 anos, é o fotógrafo sul-africano Skye Meaker, enquanto o mais velho é Sir David Attenborough, 92 anos, renomado radialista de história natural e vida selvagem, que usou seu trabalho para chamar a atenção para a mudança climática.

Outros convidados especiais e líderes culturais incluem o cantor Bono, do U2, a atriz malaia Michelle Yeoh e a premiada cineasta Sharmeen Obaid Chinoy, do Paquistão. O WEF também informou que o príncipe William, da Grã-Bretanha, participará para discutir seu trabalho sobre saúde mental.

swissinfo.ch

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.