Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

EFTA debate cooperação com países do Leste.

Kjartan Johannsson, secretário geral da EFTA e Jean-Pascal Delamuraz (dir.) por ocasião dos 40 anos da EFTA, em Genebra, maio 2000.

(Keystone)

Representantes dos 4 países da EFTA - Associação Européia de Livre Comércio - reunidos em Zurique, debatem cooperação com ex-países do bloco comunista. A delegação suíça é chefiada pelo ministro da Economia, Jean-Pascal Delamuraz.

Os 4 países da Associação Européia de Livre Comércio - Islândia, Noruega, Suíça e o Principado de Lichtenstein - procuram aliviar taxas alfandegárias com três países do Leste Europeu: Ucrânia, Croácia e Macedônia.

Concluindo acordos com novos países reforça sua posição. Já realizou 14 até hoje com países fora da União Européia. Mas não conseguiu acertar um acordo de livre comércio com o Canadá. As negociações bilaterais marcam passo.

Mas atualmente estuda prioridades de negociações, em particular com Ásia e América Latina.

A EFTA ainda representa pouco mais de 2 por cento do comércio mundial, tendo se enfraquecido com a saída de membros que aderiram à União Européia (Áustria, Dinamarca, Finlândia, Grã-Bretanha, Portugal e Suécia...). Representa porém papel importante em setores como produtos químicos, serviços financeiros, estaleiros e pesca.

Sediada em Genebra, a organização foi criada em 1960 como contrapeso à União Européia. HOje é peso pluma ao lado do bloco dos 15 países da UE.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.