Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Euro-08: Alemanha derrota Polônia, Áustria perde na estréia

Podolski (ao centro) marcou os dois gols da Alemanha.

(Keystone)

Depois da derrota da Suíça para a República Tcheca no jogo de abertura, também a co-anfitriã Áustria perdeu sua primeira partida na Eurocopa para a Croácia.

No segundo jogo do Grupo B, a Alemanha derrotou a Polônia por 2 a 0. Foi a primeira vitória dos alemães num Campeonato Europeu desde a conquista do título em 1996.

Os austríacos levaram meia hora para perceber que a Euro havia começado para eles. Na fase inicial, estiveram anos luz distante do desempenho mostrado nos amistosos contra a Alemanha, a Holanda e a Nigéria.

O único gol do jogo foi marcado logo aos 4 min por Luka Modric, estrela da Croácia, cobrando pênalti que Aufhauser havia cometido em Olic.

Os donos da casa estiveram ocupados principalmente em se defender. Graças à generosidade do árbitro holandês Peter Vink, o zagueiro Pogatetz não foi expulso por uma falta violenta em Olic, após ter levado cartão amarelo no lance do pênalti.

Os croatas, tecnicamente bem superiores, assumiram logo o controle de jogo. Nos últimos dez minutos da primeira etapa, porém, relaxaram um pouco e permitiram duas boas chances para a Áustria igualar o placar.

No segundo tempo, os 53 mil torcedores no estádio Ernst-Happel, em Viena, viram uma situação inversa.

O domínio absoluto foi da equipe de Josef Hickersberger. Só faltou o merecido gol de empate. Nessa fase, a Croácia nada mais fez do que se defender e administrar a vantagem no placar.

Como a República Tcheca contra a Suíça, também a Croácia venceu com sorte da Áustria, que no mínimo mereceu um empate, pelo que batalhou no segundo tempo.

Assim, os austríacos não conseguiram o milagre de superar o "complexo de Viena", cidade em que não vencem um jogo desde 2006.

Alemanha 2 x 0 Polônia

A Alemanha começou o jogo disposta a dar em campo uma resposta à "guerra do futebol" declarada durante a última semana pela imprensa sensacionalista da Polônia (veja link na coluna à direita).

Aos 4 min, Ballack lançou Klose, que passou para Gomez na entrada da área. O atacante do Stuttgart mandou a bola para linha de fundo, raspando o poste.

Os alemães continuaram com uma onda de ataques e, aos 20 min, novamente Klose foi lançado sozinho na área, passou para Podolski em posição duvidosa e este empurou a bola para o fundo das redes de Boruc.

A equipe de Joachim Löw manteve o domínio do jogo, ganhando as bolas divididas e fazendo mais pressão no ataque.

Nos últimos 15 minutos da primeira etapa, porém, a Alemanha recuou um pouco e abriu espaços para a Polônia, que aos 35 min quase empatou.

No segundo tempo, Beenhakker trouxe o brasileiro naturalizado Roger Guerreiro no lugar do atacante Zuravski. Löw substituiu Fritz, o melhor alemão no primeiro tempo, por Schweinsteiger.

A Alemanha caiu em termos de qualidade e a Polônia cresceu no jogo. Somente aos 25 min do segundo tempo os alemães novamente levaram perigo ao gol polonês, mas Boruc defendeu espetacularmente um chute da Ballack da entrada da área.

Dois minutos depois, Podolski aproveitou um chute falho de Klose e, da altura do pênalti, mandou uma bomba no ângulo direito de Boruc, fechando o placar. Esse gol devolveu a segurança à equipe alemã.

Foi a primeira vitória alemã numa Eurocopa desde a final de 1996, quando derrotou a República Tcheca com um gol de ouro de Oliver Bierhof. Podolski, o polonês naturalizado alemão, marcou os dois gols.

A Polônia tem agora um saldo de 12 derrotas e 4 empates em partidas contra a Alemanha e continua esperando pela sua primeira vitória contra os alemães.

Depois do jogo, ocorreram tumultos em Klagenfurt e mais de 100 hooligans alemães foram detidos.

swissinfo, Geraldo Hoffmann

Áustria 0 x 1 Croácia

Áustria: Macho - Prödl, Stranzl, Pogatetz - Standfest, Aufhauser, J. Säumel (Vastic), Gercaliu (Korkmaz) - Ivanschitz - Harnik, Linz (Kienast)
Técnico: Josef Hickersberger

Croácia: Pletikosa - Corluka, R. Kovac, Simunic, Pranjic - N. Kovac - Srna, Modric, Kranjcar (Knezevic)- Olic (Ognjen), Petric (Budan)
Técnico: Slaven Billic

Data: 08/06/2006
Local: Estádio Ernst-Happel, Viena (Áustria)
Público: 43 mil (lotado)
Árbitro: Peter Vink (Holanda)
Assistentes: Adriaan Inia (Holanda), Hans Teen Hoove (Holanda), Kristinn Jakobsson (Islândia)
Gols: Modric (C), aos 4 min do 1T;
Cartões amarelos: Pogatetz (A), Säumel (A), Prödl (A), Robert Kovac (C)

Aqui termina o infobox

Alemanha 2 x 0 Polônia

Alemanha: Lehmann - Lahm, Mertesacker, Metzelder, Jansen - Frings, Ballack - C. Fritz (Schweinsteiger), Podolski – Klose (Kuranyi), Gomez (Hitzlsperger)
Técnico: Joachim Löw

Polônia: Boruc - Wasilevski, Mi. Zevlakov, J. Bak, Golanski (Saganowski) - Dudka, Lewandovski - Lobodzinski, Krzynovek, Smolarek – Zuravski (Roger Guerreiro)
Técnico: Leo Beenhakker

Data: 08/06/2006
Local: Estádio Wörthersee em Klagenfurt (Áustria)
Público: 32 mil (lotado)
Árbitro: Tom Henning Övrebö (Noruega)
Assistentes: Geir Age Holen (Noruega), Jan Peter Randen (Noruega), Craig Thomson (Escócia)
Gols: Podolski (A), aos 20 min do 1T e aos 27 min do 2T
Cartões amarelos: Smolarek (P), Lewandovski (P), Schweinsteiger (A)

Aqui termina o infobox

×