Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Euro 2008 poderá trazer muito dinheiro

Euro 08 deverá atrair 5,4 milhões de torcedores, 1,4 mihão de estrangeiros.

(Keystone)

O grande encontro das seleções européias de futebol poderá render de 640 a 860 milhões francos à economia suíça. É o dobro das previsões anteriores.

Segundo um estudo dos organizadores e da Secretaria Federal do Esporte, os torcedores também serão mais numerosos do que previsto inicialmente.

As conseqüencias ecnômicas positivas do Euro 2008 de futebol na Suíça deverão ser duas vezes mais importantes do que previsto inicialmente, segundo estudo feito pelos organizadores e por autoridades suíças, publicado sexta-feira (11/5) em Berna.

O faturamento líguido produzido pela manifestação poderá chegar a 1,5 bilhão de francos suíços, conforme divulgado pela direção da Secretaria Federal do Esporte.

Melhor ainda: quase 5,4 milhões de torcedores são esperados, entre eles 1,4 milhão de estrangeiros. Os números foram revistos para cima com base nas mesmas técnicas utilizadas na Copa da Alemanha, demonstrando que os torcedores estrangeiros vêm mesmo sem ingressos e, se não conseguem, assistem os jogos nos telões espalhados pelas cidades.

Turismo é quem ganha mais

Segundo o estudo, o turismo é o setor que terá mais lucros com o evento, a começar pelos hotéis e restaurantes. A construção, alimentação, publicidade e mídia também terão sua parte do bolo.

Quarta-feira, o ministrodos Esportes, Samuel Schimid, havia destacado a força da "marca suíça". Segundo ele, "o Euro 2008 será uma ocasião para mostrar certos aspectos positivos escondidos", afirmou.

A longo prazo, a Suíça deverá contar com a valorização de sua imagem em escala internacional. Quanto a um incremento da economia em geral, os autores do estudo não fazem previsões.

Prevenir a prostituição

Por outro lado, o SSP - órgão público para o UEFA EURO 2008 - anunciou sexta-feira seu apoio a uma campanha contra a prostituição forçada. Uma primeira verba de 100 mil franco será destinada à campanha, destinada a sensibilizar os homens.

A decisão é baseada no que ocorreu na Copa do Mundo da Alemanha em 2006, cuja campanha foi feita pelo Serviço de Coordenação Contra a Prostituição e o Tráfico de Migrantes (SCOTT).

Em janeiro, foi publicado um relatório afirmando que provavelmente não haverá um incremento da prostituição forçada durante o EURO 2008, mas que não está excluída a possibilidade de haver casos isolados.

swissinfo com agências

Fatos

O Europeu de seleções de futebol 2008 será realizado na Suíça e na Áustria de 7 a 29 de junho.
Das 31 partidas, 15 serão na Suíça e 16 na Áustria (a final será em Viena)-
São esperados 5,4 milhões de torcedores, dentre eles 1,4 milhão de estrangeiros)
No total, serão emitidos 1.050.000 ingressos.
Mais de 2.500 jornalistas cobrirão os jogos que serão retransmitidos para 8 milhões de telespectores em 170 países.
Os custos são estimados em 182,1 milhões de francos, 82,5 a cargo do governo federal.

Aqui termina o infobox

Senão alemão

Contrariamente às previsões, a Copa de 2006 na Alemanha não teve conseqüências palpáveis sobre a economia alemã, segundo estudo do Instituto Alemão de Pesquisas Econômicas.

Os milhões de torcedores teriam gasto 500 milhões de euros, um impacto econômico insignificante.

O evento não provocou uma alta do consumo ou do faturamento do comércio; os ganhos seriam sobretudo de imagem e notoriedade, segundo o estudo.

Aqui termina o infobox


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×