Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Ex-presidente suíço rejeitado pelo COI

Adolf Ogi tinha - direita - tinha apoio de Juan Antonio Samaranch

(swissinfo.ch)

Ao admitir seis novos membros, na votação de segunda-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) rejeitou o nome do ex-presidente suíço, Adolf Ogi - atual conselheiro do secretário geral da ONU. Reagindo, Ogi, "muito decepcionado", está certamente consciente de que desvanece seu sonho de tornar-se presidente da entidade.

Dos sete novos candidatos a membros do COI, apenas Adolf Ogi, conselheiro para Esportes nas Nações Unidas, foi rejeitado : 46 votos em favor, 59 contra e 4 abstenções.

Adolf Ogi manifestou imediatamente sua decepção. Ele estima que preenchia as condições necessárias e realça que como delegado do secretário geral das Nações Unidas para questões relacionadas com Esportes, ele poderia ter sido útil ao COI: "Não se levou em conta meu mandato junto à ONU", enfatizou.

A decepção é tanto mais amarga pelo fato de Adolf Ogi ter deixado o governo neste ano para justamente se posicionar como candidato a membro do Comitê Olímpico Internacional, sonhando certamente chegar ao posto de presidente dessa prestigiosa entidade.

Resta que o COI já tem 5 membros suíços. O excesso de representação do país deve ter desempenhado papel importante. Mas Ogi critica também a atitude "estranha" de seus compatriotas, membros da entidade.

Os seis outros escolhidos são: Juan Antonio Samaranch Junior, vice-presidente da Federação Internacional de Pentatlon Moderno. (A candidatura do filho de Samaranch suscitou controvérsia, mas ele contava com apoio decisivo do influente patrão do COI e obteve 71 votos em favor contra apenas 27 contra).

Timothy Tsung Ting Fok, de Hong Kong, Joan Coates, da Austrália, Issa Hayatou - presidente da Confederação Africana de Futebol e Els van Breda Vriesman, da Holanda - presidente da Federação Internacional de Hóquei sobre Grama - também se elegeram sem problema. Mas o melhor desempenho foi do indiano, Randhir Singh (101 pro, 11 contra e 2 abstenções).

O Comitê Olímpico Internacional conta atualmente, com os seis eleitos, 128 membros. Todos vitalícios. Entre eles, o ex-presidente da FIFA, João Havelange.

swissinfo com agências.


Links

×