Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Falece Jeanne Hersch, filósofa de prestígio.

Hersch não vivia em torre de marfim

(Keystone)

A mais importante filósofa suíça do fim do século, Jeanne Hersch, faleceu um mês antes de completar 90 anos. Ela traduziu em francês Karl Jaspers, estudou com Martin Heidegger e refletiu sobre grandes temas da atualidade...

A morte de Jeanne Hersch ocorreu na noite de domingo para segunda-feira, 4-5 de junho.

O nome está ligado ao do filósofo existencialista cristão, Karl Jaspers (1883-1969) de quem traduziu as obras em francês.
Hersch teve também ocasião de seguir cursos ministrados em Freiburg-am-Brisgau por Martin Heidegger (1889-1976), um dos principais filófosos do século 20, igualmente alemão.

Depois de uma carreira de professora em colégio e na Universidade de Genebra, Jeanne Hersch chefiou a divisão de filosofia da UNESCO, com sede em Paris, e representou a Suíça no conselho executivo dessa organização da ONU para a Educação Ciência e Cultura.

Um de seus grande méritos foi ter refletido sobre grandes problemas de sociedade como a responsabilidade da ciência, a eutanásia, interrupção da gravidez e os direitos humanos.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.