Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Faturamento das farmácias cresceu 75%

Farmácias comercializam mais da metade dos remédios na Suíça

(Keystone Archive)

O consumo de remédios continua em alta na Suíça. Nos últimos 10 anos, o faturamento das farmácias cresceu 75%. Mais de dois terços dos remédios são vendidos com receita médica. A venda de genéricos aumenta.

Os farmacêuticos não podem reclamar de seus negócios. Estudo divulgado quarta-feira (08.8) pela Interpharma - Associação das empresas farmacêuticas suíças - indica que o número de estabelecimentos aumentou de 8% nos últimos 10 anos. No final do ano ano passado, havia 1.677 farmácias no país.

Em um ano (1999-2000), o faturamento das farmácias cresceu 6,2%, totalizando 1,8 bilhões de francos (mais de US 1 bilhão), no final do ano passado. Com base nos preços de produção, são 433 francos de remédios por ano, por habitante.

Genéricos vendem mais

Para as drogarias, a tendência é inversa. Em 10 anos, elas diminuiram de 15% e totalizavam 829 estabelecimentos em todo o país, em 2000. As drogarias vendem remédios naturais e medicamentos de fórmulas químicas que não exigem receita médica.

58,4 % dos remédios são comercializados pelas farmácias, 20,1% nos consultórios médicos, 16,7% nos hospitais e 4,8% nas drogarias. A venda de genéricos aumentou 60% nos últimos 5 anos mas ainda representam apenas 2,9% do mercado.

Os medicamentos para o sistema nervoso são os mais vendidos na Suíça (17% do total), seguidos pelos de doenças cardiovasculares (16%) e doenças infecciosas (10%). Mais de dois terços dos remédios vendidos na Suíça são importados.

swissinfo com agências


Links

×