Navigation

Federalismo freia cyberadministração

swissinfo.ch

A Suíça está atrasada em matéria de administração pela internet.

Este conteúdo foi publicado em 29. setembro 2003 - 15:55

O governo quer acelerar o processo, padronizando procedimentos entre o Estado federal, os estados e os municípios, o que é difícil na Suíça por causa do federalismo.

Numa classificação européia, a Suíça aparece em 15° lugar entre 18 países relacionados em matéria de e-governo, ou seja, procedimentos administrativos que podem ser realizados pela internet.

Para o ministro das Finanças, Kaspar Villiger, o tratamento eletrônico da administração deve reduzir custos administrativos para a população e para a economia como um todo.

O objetivo do governo de chegar aos três primeiros lugares na Europa até 2006 - consierado por especialistas como ambicioso demais - visa portanto mais eficiência e não o orgulho de estar entre os primeiros.

O problema, assinala o próprio ministro das Finanças, é que uma administração eletrônica não muito cara, eficaz e próxima dos cidadãos requer uma mesma norma nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Mas é difícil fazer quaquer coisa muito padronizada na Suíça, devido justamente a estrutura realmente federalista e descentralizada do país. Por isso, o governo acaba de lançar a iniciativa "eVanti.ch", com a intenção de destacar a necessidade da colaboração entre os três níveis do Estado federativo.

Pôr ordem na casa

Na estrutura federativa, a competência é freqüentemente dos cantões (estados) e municípios.

As soluções para vários cantões ou mesmo vários municípios são difíceis de aplicar devido a multiplicaão de interlocutores. Por isso prevalecem as soluções isoladas.

É nesse labirinto que o projeto eVanti.ch vai tentar pôr ordem. Trata-se de montar um banco de dados sobre cyberadministração para repertoriar o maior número possível de idéias de todas as pessoas que trabalham nessa área. A partir daí, haverá uma tentativa de padronizá-las

Certas soluções existem

Alguns projetos funcionam como o "informação geográfica Suíça central", formado por vários cantões dessa região do país. Todos dizem tirar vantagens do projeto.

Eles afirmam ter provado que o fato de colocar à disposição informações de qualidade tem repercussões positivas sobre o crescimento econômico, sobre o desenvolvimento sustentável mas também nos âmbitos ecológico e social.

swissinfo com agências

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Ordenar por

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?

Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.
Quase terminado… Nós precisamos confirmar o seu endereço e-mail. Para finalizar o processo de inscrição, clique por favor no link do e-mail enviado por nós há pouco

Leia nossas mais interessantes reportagens da semana

Assine agora e receba gratuitamente nossas melhores reportagens em sua caixa de correio eletrônico.

A política de privacidade da SRG SSR oferece informações adicionais sobre o processamento de dados.