Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Fisco seqüestra mobília de Mobutu

Vista aérea da mansão suíça de Mobútu e suas dependências.

(Keystone)

Para recuperar impostos que descedendentes de Mobútu "se esqueceram" de pagar, autoridades suíças sequestraram mobília da luxuosa residência suíça do falecido ditador zairense.

Mobutu Sese Seko, ditador do ex-Zaire (atual República Democrática do Congo), falecido em 7 de setembro de 1997 deixou como herança entre outras coisas uma bela residência no cantão (estado) de Vaud, na localidade de Savigny, perto de Genebra.

Os descendentes de Mobútu "esqueceram-se" de pagar ao fisco suíço os impostos decorrentes da sucessão, ou seja, quase 40 mil francos suíços - cerca de 24 mil dólares. Eles têm direito de contestar a medida.

Por outro lado, a ajuda judiciária entre Suíça e R.D. do Congo marca passo. As autoridades suíças nada receberam do governo congolês na tentativa de recuperar bens do falecido presidente zairense.

Mais de 6 milhões de francos em nome do ex-ditador estão congelados em bancos suíços.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.