Doninha eleita animal do ano na Suíça

A doninha vive em campos abertos com sebes e pedras, mas seu habitat tem estado sob pressão na Suíça blickwinkel/S. Gerth

A doninha de cauda curta, também conhecida como arminho, foi escolhida como animal suíço do ano pela organização de conservação da natureza, a Pro Natura.

O pequeno mamífero costumava ser encontrado em toda a Suíça, mas seu habitat, localizado em regiões até 3.000 metros acima do nível do mar, tornou-se ameaçado nos últimos anos.

Em média, o arminho pesa cerca de 30 gramas e mede cerca de 30 centímetros de comprimento e se alimenta principalmente de pequenos roedores.

Essa espécie de doninha é protegida na Suíça, mas não é considerada uma espécie em extinção, de acordo com Pro Natura. O ser humano é o principal inimigo do animalzinho, reduzindo seu habitat natural através da construção e do uso da terra.

A organização de conservação está pedindo o restabelecimento de uma rede de habitats não só para o arminho, mas também para outras espécies de animais e plantas, de acordo com um comunicado divulgado na quarta-feira (3).

A pele do arminho era popular na indústria da moda no passado, mas já não é mais tão procurada, diz a Pro Natura. A organização procura conscientizar sobre os animais selvagens do país há mais de 20 anos através da iniciativa "animal do ano", entre outras.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo