Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Grandes instâncias do futebol estão na Suíça

Sede da UEFA en Nyon, oeste da Suíça

(Keystone)

Em junho, a Suíça e a Áustria se tornarão centros do futebol europeu, com a Eurocopa 2008. Mas há muito tempo, as duas grandes instituições que dirigem o futebol mundial - FIFA e UEFA - estão sediadas na Suíça.

Como outras numerosas federações esportivas, a presença delas na Suíça é explicada pela grande flexibilidade do Direito Suíço de Sociedades e pela proximidade com o Comitê Olímpico Internacional, em Lausanne, oeste do país.

Há mais de 15 anos, a Suíça é o centro administrativo desportivo mais importante do mundo.

Só na região de Lausanne estão sediadas 23 federações desportivas internacionais, como as federação internacionais do ciclismo, do voleibol e da natação, por exemplo.

Em outras regiões do país estão outras dez federações internacionais, como a do hóquei no gelo e a FIFA, em Zurique, e a de basquete, em Genebra.

O direito suíço

O advogado suíço, Denis Oswald, foi eleito em setembro passado diretor da Federação Internacional de Clubes Desportivos de Remo (FISA, em Lausanne) e do Centro Internacional de Estudos do Esporte de Neuchâtel (oeste).

"Há razões históricas - estabilidade econômica e política - ligadas à neutralidade do país, mas também a presença do COI (Comitê Olímpico Internacional) e isenções fiscais interessantes", explica Oswald.

"Mas acho que a razão principal é a flexibilidade do Direito Suíço de Associações, que dá uma grande liberdade de estrutura, de organização e de funcionamento a essas instâncias", acrescenta.

Na Suíça, uma associação passa a existir a partir do momento em que seus estatutos são aprovados. Não é necessário qualquer registro e, por último, ela pode modificar seus estatutos quando quiser.

O professor do Instituto de Estudos Superiores em Administração Pública (IDHEAP) de Lausanne (oeste), especialista do COI e de instituições desportivas, Jean-Loup Chappelet, concorda com Oswald e explica que, no momento de se estabalecer na Suíça, essas organizações refazem seus estatutos para serem consideradas associações sem fins lucrativos, conforme previsto nos artigos 60 e seguintes do Código Civil Suíço.

"A presença na Suíça de tantas federações criou uma massa crítica que permite, a partir de agora, a possibilidade de reunir-se e de dispor de informações de maneira muito simples, com enorme economia de tempo", afirma.

A FIFA

As instâncias dirigentes do futebol mundial aproveitam o máximo dessa proximidade geográfica desde que o francês Michel Platini - ex-conselheiro pessoal do presidente da Fifa, o suíço Sepp Blatter - passou a dirigir a UEFA, sediada em Nyon (oeste).

Desde que se instalou na Suíça em 1932, depois da primeira Copa do Mundo, no Uruguai, a FIFA tem sua sede em Zurique, inicialmente devido à neutralidade helvética.

"A situação geográfica da Suíça, no centro da Europa, e a estabilidade do país também foram determinantes. Além disso, a multiculturalidade foi uma vantagem para recrutar pessoal qualificado", explica Andreas Herren, diretor de comunicação da FIFA.

"Nos sentimos bem aqui porque a Suíça é um centro nevrálgico de intercâmbios internacionais. Mudar a sede é quase inimaginável, porque seriam necessários três quartos dos votos do congresso da entidade".

A UEFA

Criada em Basiléia (noroeste da Suíça), em 1954, a UEFA instalou-se inicialmente em Paris, depois mudou-se para Berna e estabeleceu-se definitivamente em Nyon (oeste), em 1995.

"A situação atual é perfeita e as autoridades cantonais e federais demonstraram grande flexibilidade: as condições são muito boas", reconhece Jean-Paul Turrian, diretor da divisão serviços da UEFA.

Na opinião dele, a UEFA considerou necessário estar próxima de um dos maiores aeroportos do país (Genebra), devido ao êxito da Liga dos Campeões e da multiplicação de competições.

Por outro outro lado, o professor Jean-Loup Chappelet tem uma visão ainda mais prosaica do assunto: "um juiz de Berna entrou com um recurso provisional antes de um jogo do Olympique de Marselha pela Liga dos Campeões. Finalmente o recurso foi retirado, mas a UEFA considerou mais sensatas as normas processuais do cantão de Vaud, e resolveu se instalar lá". Nyon, de fato, fica no cantão de Vaud.

swissinfo, Mathias Froidevaux

Breves

A Suíça tem uma grande tradição como país anfitrião de organizações internacionais e de conferências.

Além de ser sede européia da ONU, estão em Genebra outras 22 organizações internacionais. As principais são o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Aqui termina o infobox

Federações desportivas internacionais na Suíça

Atualmente, mais de 30 federações desportivas internacionais estão instaladas na Suíça. A título de comparação, o segundo país com maior número de federações é a Grã-Bretanha, com 6 entidades.

Só na região de Lausanne (oeste) existem 23, entre elas o Comitê Olímpico Internacional (COI), o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) e a UEFA.

Cinco suíços dirigem federações e são membros do COI: René Fasel (Hóquei no gelo), Gia-Franco Kasper (esqui), Patrick Baumann (basquete), Sepp Blatter (FIFA) e Denis Oswaldo (remo).

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.