Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Grupos étnicos Ciganos são reconhecidos como minoria

As autoridades suíças concederam às comunidades Jenish e Sinti o reconhecimento oficial integral como grupo minoritário. Esta série de imagens mostra a vida diária da comunidade Jenish ao longo dos anos.

Em um discurso em 15 de setembro de 2016, o ministro do Interior, Alain Berset, disse que eles não seriam mais considerados como comunidades 'viajantes'.

"Vocês - Jenish e Sintis - são reconhecidos como minorias nacionais", disse Berset na abertura da Feckerchilbi, uma celebração tradicional de quatro dias em Berna, que remonta ao século XVIII.

Desde 1998, Jenish e Sintis são reconhecidos pelo Conselho da Convenção-Quadro da Europa para a Proteção das Minorias Nacionais. Desde então, as autoridades suíças reconheceram oficialmente essas comunidades de ciganos como minoria nacional.

Os Jenish e Sintis são normalmente tratados como "viajantes", mas apenas 10% dos 35 mil que representam essas comunidades na Suíça são nômades.

Definição

Sinti: são os descendentes dos ciganos que emigraram para a Europa central no século XV. Eles vivem principalmente na França, Itália e Alemanha. Na França, são chamados de Manuches.

Jenish: vivem principalmente na Alemanha, Suíça, Áustria e França. Os cerca de 100.000 membros dessa comunidade falam sua própria língua. Jenisch é um idioma derivado do iídiche, que varia dependendo da região e da família.

Rom: é o termo genérico para vários povos que falam Romany ou pertencem ao povo Romani, que vieram originalmente da Índia e Pérsia. Estima-se que há entre oito a dez milhões de Rom no mundo.

Aqui termina o infobox

 

(Fotos: Keystone/RDB; Texto: Simon Bradley, Editora de imagens: Ester Unterfinger, Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch)


Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.