Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Homens têm primeiro "centro de beleza" na Suíça

Modelo americano (foto: www.visitaruba.com)

« O balanço é positivo », afirma a proprietária do centro, exclusivo para homens, inaugurado há 4 meses em Lausanne e o único do gênero na Suíça. Tratamento do rosto, depilação das costas, massagem e manicure, são as demandas mais freqüentes dos clientes.

O « Masculin Center » de Lausanne, foi aberto dia 13 de março por Eni Yarden, que havia praticado durante 20 anos a profissão de esteticista, na Suíça e no exterior.

Como o letreiro "salão de beleza" destinado aos homens pode assustar, ela preferiu batizá-lo de "centro masculino", num ambiente em que mesmo os "machos" se sintam à vontade. (E Eni Yarden avalia em apenas 5% os gays que freqüentam sua loja).

A clientela que - segundo afirma - "começa a chegar" e mesmo teria aumentado acima da expectativa, manifesta particular interesse em cuidados estéticos com o rosto (como limpeza de pele), depilação das costas e massagens, tanto esportiva como terapêutica.

Eni Yarden diz ter observado demanda crescente de serviço de manicure, depilação de pernas e anuncia para dia 21/7 uma barbearia, "para corte da barba à maneira antiga", isto é com navalha. A iniciativa está certamente fadada ao sucesso: os clientes quase fazem fila em barbearia semelhante, na vizinha cidade de Genebra.

A esteticista do "Masculin Center" vem notando também que seus clientes - na grande maioria adultos de 25 a 40 anos - se mostram geralmente descontentes com os pés e têm obsessão com excesso de peso.

E com a atual valorizaçao certamente excessiva da juventude, do dinamismo, de características esportivas e da boa aparência, eles buscam no Centro "remédios" que possam compensar eventuais deficiências.

O "Masculin Center" de Lausanne, na Suíça de expressão francesa, explora, com aparente êxito, esse filão.

Atletas estão entre os clientes

Empresários ou empresárias já entenderam o recado há muito tempo, oferecendo aos homens produtos anteriormente destinados unicamente às mulheres, como jóias, perfumes e cosméticos.

"Entre nossos clientes, estão jogadores da seleção suíça de futebol, nadadores, ciclistas e boxeadores, que vêm depilar certas partes do corpo", afirma Roy Yarden, co-proprietário do "Masculin Center".

No passado, jóias para os homens limitavam-se geralmente ao anel, relógios de ouro, abotoaduras ou prendedor de gravata. Hoje, pulseiras e colares, por exemplo, já são muito comuns.

No setor da imprensa também vem aumentando interesse dos empresários em investir em revistas de temas variados destinadas unicamente aos homens, à semelhante de publicações como "Cláudia" ou "Marie-Claire".

Nesse setor, os anglo-saxões estão na frente. Nos Estados Unidos "Men's Health" existe há mais de 10 anos.

Tudo parece responder a uma demanda, num momento em que os homens já estão batendo às portas de institutos de beleza.

swissinfo

×