Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Honraria arquitetônica Suíça ganha o prêmio principal da Bienal de Veneza

Pela primeira vez na história, o Pavilhão Suíço conquistou o primeiro lugar na Bienal de Arquitetura de Veneza - o Leão de Ouro. O prêmio coroou o trabalho intitulado “Svizzera 240: House Tour”, focado na ideia de como seria uma residência ideal. O apartamento suíço vazio possui salas de várias dimensões, fazendo com que os visitantes se sintam ora como anões, ora como gigantes. (SRF / swissinfo.ch)

Outra novidade foi que, desta vez, os representantes da Suíça não foram simplesmente indicados. A Pro Helvetia, Conselho de Artes Suíço financiado pelo governo, realizou uma competição para escolher a contribuição do país. Os vencedores, selecionados entre 80 concorrentes, foram Alessandro Bosshard, Li Tavor, Matthew van der Ploeg e Ani Vihervaara, do Instituto Federal de Tecnologia, em Zurique (ETH-Z). Eles trabalham juntos desde 2015 e moram em Zurique.

Questão de perspectiva

A "House Tour" que eles projetaram parece ser apenas um apartamento vazio, mas segundo explica a supervisora do projeto, pela Pro Helvetia, Marianne Burki, "as cenas interiores são construídas em diferentes escalas e unidas, criando uma sequência labiríntica de perspectivas interiores".

As alturas das paredes, como sugere o título desta "Svizzera 240: House Tour", todas desobedecem uma regra de construção para apartamentos que prevalece na maioria dos países - uma altura de teto (pé-direito) de 240 centímetros. A porta, janela e armários são todos feitos nas proporções de cada aposento. Quanto mais você se aventurar no apartamento, menor ou maior ele se torna.

Alain Berset, que detém a presidência rotativa da Suíça neste ano, disse que o Leão de Ouro é um "sucesso extraordinário para a equipe de jovens arquitetos e, ao mesmo tempo, destaca a qualidade mundial da arquitetura suíça".

Outros famosos arquitetos suíços também têm seus trabalhos expostos. No pavilhão central, em uma grande varanda com paredes azuis, estão os modelos de Peter Zumthor. Ele mostra edifícios simples e funcionais que funcionam em harmonia com o ambiente. Gion Caminada mostra como se utiliza do espaço livre nas montanhas de Graubünden, no leste da Suíça. Ele está na área de exposição do Arsenal, juntamente com Angela Deuber, que ganhou o prêmio de arquitetura para concreto na Alemanha em 2017.

A 16ª Exposição Internacional de Arquitetura continua até 25 de novembro de 2018.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.