O grupo espanhol de energia Iberdrola anunciou, nesta quarta-feira (26), um aumento de seu lucro de 13% em 2019, graças ao bom rendimento no Brasil e a elementos excepcionais que compensaram a queda da produção hidrelétrica.

O lucro líquido foi de 3,406 bilhões de euros, o que superou ligeiramente as previsões dos analistas interrogados pela agência financeira Factset (3,34 bilhões de euros).

O bom dado se deve "às melhorias tarifárias" e o "aumento da demanda" no Brasil, assim como ao "aumento da produção eólica marinha", graças aos parques de Wikinger, no mar Báltico, e o de East Anglia 1, no mar do Norte.

Também ajudou a maior capacidade de produção, apoiada por investimentos "recorde" que alcançaram 8,158 bilhões de euros no exercício, 32% a mais, detalhou a Iberdrola em seu informe financeiro.

Os principais mercados da Iberdrola são Espanha, Reino Unido, México, Estados Unidos e Brasil.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.