Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Javalis dão prejuízo à agricultura

Os javalis estão se reproduzindo muito e serão reduzidos

(Keystone)

Nunca se caçou tanto javali como no ano passado, na Suíça. Mesmo assim, a caça ainda será intensificada este ano devido os estragos que os animais vêm causando às lavouras. No ano passado, eles somaram 2,3 milhões de francos suíços, segundo a Divisão Federal do Meio Ambiente (OFEFO).

Tem javali demais na Suíça e os prejuízos à agricultura dobraram de 1999 para 2000. A situação preocupa a Divisão Federal do Meio Ambiente que divulgou, quinta-feira, 02.8, os dados relativos ao ano 2000. Um grupo de trabalho será nomeado para estudar o problema e propor soluções.

No ano passado, os caçadores mataram mais de 4 mil javalis em 17 dos 26 estados suíços, um recorde desde que as estatísticas começaram 70 anos atrás. Nas outras espécies caçadas (veado galheiro, cervo e bode-silvestre), o número de animais é estável.

Caçadores pagam estragos

Os javalis, no entanto, estão se reproduzindo muito, provavelmente com o aumento da produção de certos frutos selvagens, muito apreciados pelos animais. Os especialistas localizaram varas de javali em altitudes que não costumavam frequentar, bem além das florestas.

Consideram também que só aumentar a cota de caça não resolvem o problema. Será necessária a colaboração dos próprios agricultores, não cultivando milho, por exemplo, perto das florestas. As cercas eletreficadas também são eficazes mas, geralmente, custam mais caro que o prejuízo causado pelos animais.

Os 33.500 caçadores do país (7 milhões de habitantes) têm interesse em obter novamente a estabilidade da espécie. Eles é que pagam o prejuízo dos agricultores através de taxas ligadas à obtenção ou renovação da licença anual de caça.

swissinfo com agências


Links

×