Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Jovens esportistas terão escola especial

(swissinfo.ch)

Os esportistas que são ou pretendem ser profissionais terão uma formação escolar reconhecida e compatível com as exigências do esporte. A primeira turma começa em agosto com atletas de hóquei, futebol e salto em esqui.

A Suíça está tentando solucionar o problema dos esportistas de talento obrigados a escolher entre o esporte e os estudos. A escola pública é muito exigente e em período integral desde o primário.

Por outro lado, os que escolhem o esporte geralmente chegam ao final da carreira sem profissão e enfrentam sérios problemas de inserção profissional. Quem ganhou algum dinheiro com o esporte tenta montar seu próprio negócio. Quem não ganhou tenta viver da notoriedade ou tem de retomar os estudos.

Um diploma reconhecido

O ensino profissionalizante tem cerca de 300 opções na Suíça e agora terá a dos esportistas. Um dia e meio por semana, os inscritos terão aulas de teoria do esporte, marketing e cultura geral, entre outras. O resto do tempo será livre para atividadades em seus clubes. Ao final de 4 anos, passando nos exames, terão um diploma reconhecido a nível federal, que dará direito a prosseguir os estudos posteriormente.

As aulas teóricas serão em Fribourg e Zurique e inicialmente a formação é prevista para atletas de hóquei sobre gelo, futebol e salto em esqui. A primeira turma de 40 alunos começa em agosto. Posteriormente, está prevista a formação também em tênis, ciclismo e natação.

"Segundo uma pesquisa recente, cerca 500 esportistas profissionais na Suíça não têm qualquer formação profissional", afirma Hans Kelterborn, da Associação Olímpica Suíça (AOS), uma das iniciadoras do projeto.

Grandes clubes ainda não aderiram

O governo adotou o projeto no ano passado, baseado em relatório da Divisão Federal do Esporte, ligada ao Ministério da Defesa. A Divisão Federal para a Formação Profissional e algumas federações esportivas também participaram.

Por enquanto, os grandes clubes são reticentes. Tanto em futebol como em hóquei, Grasshoper (Zurique) Young Boys (Berna) Leões de Zurique, Davos ou Hóquei Berna têm acordos com escolas particulares para a formação de seus jovens.

As particulares custam mais caro mas, mesmo assim, os clubes esperam os primeiros resultados da nova formação de jovens na escola pública.

swissinfo com agências


Links

×