Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Julia Mann: uma pequena biografia

Julia Mann com três dos seus cinco filhos: Julia (no colo), Heinrich (no centro) e Thomas (à direita). (foto: arquivo)

Julia Mann nasceu em Paraty e foi para a Europa com apenas oito anos de idade. Durante toda a vida as lembranças do Brasil marcaram essa matriarca, que foi mãe de importantes escritores alemães.

Apesar da influência, seu nome quase não é encontrado nas biografias de Thomas ou Heinrich Mann.

„Minha mãe é originária do Rio de Janeiro, mas tinha um pai alemão. Isso significa que apenas um quarto do nosso sangue é latino-americano. Para nós ela contava sobre a beleza paradisíaca da baía do Rio de Janeiro, das cobras venenosas que existiam nas plantações do pai e sobre escravos negros, que eram espancados com bastões. A primeira vez que viu neve, ela acreditava que era açúcar”.

Assim descreve Thomas Mann a sua mãe através do texto “A imagem da mãe”, publicado em 1930. Essa é um das poucas referências do escritor alemão ao Brasil.

Realmente o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1929 não tinha praticamente nenhuma relação com o Brasil. Porém, até mesmo familiares como a filha Elisabeth Mann Borgese ressaltam a forte influência da brasileira em relação aos dois filhos, que se tornariam famosos escritores.

“Mesmo se na Europa essa história é totalmente desconhecida, no Brasil qualquer pessoa interessada em literatura sabe que a mãe do Thomas Mann era brasileira”, explica o jornalista suíço Peter Wehrli.

Paraíso em Paraty

Julia Mann nasceu no Brasil em 1851. Seu pai era o negociante alemão Johann Ludwig Hermann Bruhns, que no Brasil era proprietário fazendas de café e cana-de-açúcar entre Santos e Rio de Janeiro Sua mãe era a filha de portugueses e mestiços brasileiros Maria da Silva, que faleceu aos 28 anos, quando Julia tinha apenas cinco anos de idade.

Um ano depois da falecimento da esposa, Johann Bruhn decidiu voltar para a Lübeck, na Alemanha. No livro autobiográfico “Da Infância de Dodô” (Aus Dodos Kindheit), ela conta como foi a infância paradisíaca na baía de Paraty.

Quando completou 14 anos, Julia saiu do internato e foi viver na casa do tio em Lübeck, onde foi então introduzida à sociedade local. Em 1869, ela casou o negociante Thomas Johann Heinrich Mann. Ela tinha 17 e ele 29 anos. Do casamento saíram cinco filhos: Heinrich, Thomas, Julia, Carla e Viktor.

Depois que seu marido faleceu em 1891, Julia Mann trocou Lübeck por Munique e começou uma intensa vida social e cultural na capital da Baviera. Depois que sua filha Carla se suicida, Julia Mann vivie o resto dos seus anos de vida em hóteis e termina por falecer em companhia dos três filhos restantes.

swissinfo, Alexander Thoele


Links

×