Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Juventude expõe suas reivindicações políticas

Jovens nas galerias do Parlemento, em Berna.

(Keystone)

A 16a sessão dos jovens terminou segunda-feira (24) em Berna, capital suíça. Os 200 participantes apresentaram suas reivindicações ao Parlamento e ao governo.

Através de 15 petições, eles reclamam principalmente reduzir a maioridade legal para 16 anos, proibição das provas de Fórmula 1 e medidas de prevenção contra a violência dos jovens.

A 16a sessão dos jovens foi concluída por um debate eleitoral na Praça Federal, em frente ao Palácio Federal, onde funcionam o Parlamento e os ministérios. Ao final de quatro dias de debates, várias petições foram transmitidas à Assembléia Federal (Câmara e Senado), entre elas uma que pede o direito de voto e de elegibilidade aos 16 anos, atualmente fixado aos 18 anos.

Se os jovens de 16 anos pudessem participar ativamente da vida política, o ensino de educação cívica seria melhor acompanhado e a prática dos direitos cívicos seria facilitada, afirmaram os organizadores diante dos jornalistas, em Berna.

Os 200 jovens de 14 a 21 anos vindos dos quatro cantos da Suíça discutiram também a política energética. A petição nessa matéria pede que se torne obrigatória a declaração de eficiência energética para os eletrodomésticos e para os aparelhos eletrônicos de divertimento.

Outras petições entregues ao Parlamento e ao governo exigem uma lei que tornaria ilegal o uso de produtos dopantes, a ampliação do transporte mais barato para os estudantes até os 26 anos e a organização anual de uma jornada federal destinada a sensibilizar a juventude ao problema da violência juvenil.

Contra as provas de F-1

Os jovens também manifestaram sua oposição ao movimento que pretende suspender a interdição de organizar provas de F-1 na Suíça. A Câmara dos Deputados já liberou as provas e o Senado vai votar a questão dia 3 de outubro.

O Fórum da sessão dos jovens, órgão encarregado de encaminhar as petições e de fazer lóbi, será ativo durante a sessão parlamentar em curso para convencer deputados e senadores a encampar as reivindicações dos jovens. As melhores propostas sobre a maneira de mudar o mundo serão divulgadas ao Parlamento através de uma campanha de SMS.

Durante a sessão, os jovens participantes receberam a visita do ministro do Interior, Pascal Couchepin e da ex-ministra Ruth Dreiffuss.

A sessão dos jovens terá um novo conceito a partir de 23 de novembro. Até agora, a Sessão se reunia apenas uma vez por anos e passará a ter três sessões por ano, sempre uma semana antes das sessões parlamentares.

swissinfo com agências

Sessão dos jovens

A primeira sessão dos jovens ocorreu em 1991, por ocasião dos 700 anos de fundação da Confederação Helvética.

Ela é organizada pelo Conselho Suíço de Atividades da Juventude. As sessões também ocorrem nas regiões.

A sessão dos jovens é a principal fonte de petições no plano federal, mas elas são raramente atendidas. Até o presente, somente a petição feita em 2003 reclamando a interdição dos símbolos nazistas e fascistas inspirou uma moção provada pelo Parlamento.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×