Navigation

Skiplink navigation

Nadando nos rios suíços

Nadar nos rios que atravessam as cidades é  bastante popular na Suíça. Mas isso pode ser perigoso e o número de acidentes aumenta a cada ano.  (SRF/swissinfo.ch)

Este conteúdo foi publicado em 05. outubro 2014 - 11:00

No verão, patrulhas cruzam o Reno dez horas por dia. Bombeiros, guardas de fronteira e polícia dividem o trabalho.

O objetivo é, não só agir rapidamente em caso de emergência, mas também prevenir acidentes pois o rio pode ser perigoso.  

Nas cidades os rios tem perigos especiais. Em Berna, capital suíça, num dia quente, milhares de pessoas vão nadar no rio Aar, onde há sinalização para os banhistas. No ano passado, 24 pessoas foram resgatadas no rio. Segundo a Sociedade Suíça de Salvamento, a maioria das vítimas são homens e jovens. Graças à melhora constante na qualidade da água, cada vez mais gente frequenta os rios nos últimos anos. E quanto mais gente, mais difícil garantir a segurança.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo