Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Literatura infantil teve Congresso na Suíça

Cartaz do 28° Congresso da IBBY, em Basiléia.

(swissinfo.ch)

Sonho de criança é coisa séria. Mais de 400 especialistas estiveram em Basiléia no Congresso da IBBY, maior ONG de promoção da literatura infantil e juvenil.

Do Brasil vieram autores, ilustradores e professores empenhados em que as crianças tornem-se leitores.

Todo o mundo ligado à literatura infantil e juvenil se reune de dois em dois anos no Congresso da YBBY (International Board on Books for Young People), organização não governamental fundada em Zurique, na Suíça, em 1953 e cujo secretariado funciona em Basiléia.

Debates e trocas de experiências

O Congresso ocorre de dois em dois anos em países diferentes e este, para comemorar os quase 50 da IBBY, foi realizado na Suíça.

Nos Congresos também são entregues as medalhas Christian Andersen, mais alta distinção da literatura infanto-juvenil no mundo, a um autor e um ilustrador. Este ano, os vencedores foram o autor inglês Aidan Chambers e o ilustrador inglês Quentin Blake.

As indicações para esses prêmios são feitas pelas Associações nacionais membros da IBBY e selecionadas por um juri. A seção brasileira da IBBY é a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

Prêmios e diplomas

Duas autoras brasileiras já ganharam o prêmio Andersen: Lygia Bojunga, no início dos anos 80, e Ana Maria Machado, em 2000. A IBBY também entrega diplomas a autores e ilustradores e vários brasileiros já foram laureados.

O Brasil sempre tem participação ativa nos congressos da IBBY devido a quantidade e qualidade da produção literária infanto-juvenil. São entre 400 e 850 títulos novos por ano, dependendo da conjuntura, segundo especialistas.

Crítica é importante

A disciplina é obrigatória em várias faculdades de Letras e existem doutores em literatura infantil nas universidades que continuam pesquisando e insistindo na necessidade da crítica para preservar a qualidade.

É a caso de Renata Junqueira de Souza, da Universidade do estado de São Paulo (UNESP) e Maria Zaíra Turchi, da Universidade Federal de Goiás. Ambos estiveram no Congresso de Basiléia.

A professora Neide Medeiros Santos aposentou-se ensinando literatura infantil na Universidade Federal da Paraíba mas continua escrevendo crítica literária e vai abrir uma biblioteca pública em João Pessoa.

swissinfo/Claudinê Gonçalves

Breves

- IBBY é uma ONG fundada em Zurique em 1953
- Mais de 60 seções nacionais são membros
- Secretariado é em Basiléia, Suíça
- É reconhecida pelo Unicef
- Defende a Covenção da ONU sobre os direitos da criança, especialmente o direito à Educação e de acesso à informação.

Objetivo é:
- promover a compreensão nacional através dos livros para crianças
- Permitir o acesso das crianças à literatura e às artes
- Estimular a publicação e distribuição da literatura infantil
- Estimular a pesquisa sobre literatura infantil

Aqui termina o infobox


Links

×