Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Lixo nas ruas é problema de comportamento

Zurique depois da 'Street Parade', maior festa da cidade.

(Keystone Archive)

O "littering", fenômeno que consiste em jogar lixo em locais públicos, afeta todas as cidades suíças e custa milhões de francos às prefeituras.

Boa parte dos dejetos são embalagens de lannches e bebidas. Isso ocorre não por falta de lixeiras mas devido um problema de comportamento dos jovens.

- Esse fenomeno é parte de algo muito mais importante. Não é somente um problema de detritos ("littering", no termo em inglês) mas de comportamento. Na minha opinião, também é uma forma de individualismo e uma diminuição do respeito pelo espaço público.

A afirmação a swissinfo é de Jack Ganguin, responsável da gestão do lixo no cantão de Berna, onde fica a capital federal suíça.

De fato, mesmo se as cidades suíças têm infra-estrutura suficiente e adequada para a coleta e o tratamento de lixo, muitas pessoas, sobretudo as mais joovens, preferem ir jogando seus detritos pelo caminho.

Revolta, provocação?

- O problema é o seguinte: existem lixeiras suficientes e algumas pessoas não as utilizam, não sabemos o porquê. Por mera conveniência de evitar um mínimo de esforço? Por provocação? Por revolta...? questiona-se Ganguin.

Ele afirma ainda que se as pessoas vêem as ruas sujas tendem a também jogar no chão seus papéis e embalagens. Se tudo estivesse limpo, outras pessoas ficariam mais constrangidas em jogar o guarda-napo do sanduíche ou a garrafa plástica da água mineral fora da lixeira, acredita o especialista.

Esse problema de sujeira nos locais públicos nas cidades suíças é relativamente recente e mais visível ao final de manifestações, desfiles, shows e depois da pausa para o almoço. A maior parte dos dejetos que ficam nas ruas provém alimentos e bebidas.

Comidas rápida, desechos instantâneo...

- Os modos de vida mudaram. Cada vez mais come-se um lanche no almoço. O número de embalagens aumenta e não se sabe o que fazer com elas. Então as pessoas se desfazem delas em qualquer lugar, mesmo que haja lixeiras suficientes à disposição!

Típico de todas as grandes cidades do mundo atualmente, o fenômeno desperta inquietação de autoridades, meios acadêmicos, ecologistas e outros na Suíça. Segunda-feira (27.03), centenas de representantes de municípios e cantões (estados) estiveram reunidos em Zurique para analisar o problema.

Durante o encontro foi apresentado um estudo realizado pela Universidade de Basiléia em cinco cidades suíças. A conclusão é que 70% desses dejetos são colocados de maneira correta nas latas de lixo dispersas nos locais públicos; os restantes 30% são jogados em qualquer lugar. Desses 30% mais da metade são detritos de comida, folhetos publicitários e jornais.

Código de conducta

No mesmo dia 27, a União Suíça de Municípios (UVS) e o Orgão de limpeza, eliminação do lixo e tratamento de água (ORED) apresentaram um Código de Conduta para as lanchonetes e organizadores de manifestações públicas.

A idéia é aplicar medidas estratégicas comuns nas imediações das lanchonetes, organizar mutirões de limpeza, aumentar o número e o tamanho dos coletores de lixo, etc. para que comerciantes e consumidores assumam maior responsabilidade para enfrentar o problema.

Jack Ganguin concorda que adotar um Código de Conduta é uma das medidas mas que a solução passa por uma melhor educação familiar.

- Se os pais educam os filhos de maneira correta, não creio que eles irão jogar os detritos fora da lata de lixo na própria casa nem nos locais públicos. Isso seria o mesmo que esconder as migalhas debaixo do tapete!

Aplicar um castigo

Para sensibilizar os jovens ainda seria possível firmar um compromisso com as lanchonetes para que insistam na recuperação das embalagens; maior número de recicláveis etc.

- Há muitas pistas mas se nenhuma der os resultados esperados, talvez um dia tenhamos de aplicar multas, conclui o responsável pela gestão do lixo no cantão de Berna.

swissinfo, Marcela Águila Rubín

Breves

De acordo com a Divisão Federal do Meio Ambiente, Bosques e Paisagem (OFEFP),
em 2004 foram recolhidos mais de 2,5 milhões de toneladas de lixo urbano. Desse total, 91% foram incinerados.

Segundo o ORED, o tratamento de lixo custa 350 milhões de francos por ano, na Suíça; 10% são gastos em limpeza do "littering".

Estudo feito pela Universidade de Basiléia em cinco cidades suíças constatou que 70% desse lixo são colocados corretamete nas latas de lixo e 30% são abandonados nos locais públicos.

Desses 30%, mais da metade provém de embalagens de lanches e bebidas e 24% de jornais e folhetos publicitários.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.