Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Lucros do Crédito Suíço cairam 73% em 2001

Lukas Mülhemann, homem forte do CSG, sublinhou o contexto difícil para os negócios

(Keystone Archive)

O Grupo Crédito Suíço (CSG), segundo maior banco do país, teve um lucro líquido de 1,6 bilhões de francos suíços (mais de € 940 milhões) no ano passado. O lucro é 73% menor do que no ano anterior mas não surpreendeu os analistas.

No comunicado divulgado terça-feira, 12 de março, o CSG confirma as estimativas que ele próprio havia feito no final de janeiro. Como no anterior, a direção vai propor aos acionistas um reembolso de 2 francos por ação ao invés de pagar dividendos.

Filial americana pesou

Excluindo-se os resultados da filial americana - o Crédito Suíço First Boston - o balanço mostrou lucros inferiores de 45%, comparado ao ano 2000, totalizando 4 bilhões de francos suíços em 2001.

A filial americana pesou no balanço do Grupo devido a recessão nos EUA e à morosidade dos mercados. O CSG amortiza ainda a compra do banco americano de investimentos DJL.

"O Credit Suisse First Boston ainda vai precisar de uns 2 ou 3 anos para melhorar a rentabilidade até reestruturar-se", afirma Susanne Walter, analista na Bordier e Cia.

Gestão de fortunas cresce

"A pequena surpresa foi a prudência das previsões para 2002", segundo Michel Aunch, analista na Ferrier Lullin. De fato, o comunicado divugado em Zurique afirma que os resultados de 2002 podem ser inferiores aos de 2001.

O CSG estima, no entanto, ter feito bons negócios no setor de gestão de fortunas, com crescimento de 4,8%, com 66,4 bilhões de francos suíços em capitais novos.

swissinfo com agências


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.