Por Michele Kambas e Daren Butler

NICÓSIA (Reuters) - Um míssil desgovernado atingiu o Chipre na manhã desta segunda-feira, sobrevoando a densamente povoada capital Nicósia e atingindo uma encosta montanhosa, no que autoridades descreveram como um artefato perdido de ataques entre Israel e Síria.

A explosão ocorreu por volta de 1h da manhã (horário local) na região de Tashkent, também conhecida como Vouno, a cerca de 20 quilômetros a nordeste de Nicósia, e o impacto causou um incêndio e foi ouvido a quilômetros de distância.

Não houve nenhuma vítima. Mas o episódio gerou preocupação generalizada em ambos os lados da ilha etnicamente dividida e motivou pedidos para que os dois países em conflito respeitem a segurança de seus vizinhos.

Um ataque aéreo de Israel contra a Síria ocorria no momento da explosão. A imprensa estatal síria disse que as defesas aéreas nacionais dispararam em resposta.

"Foi entendido que um míssil disparado pela Síria caiu aqui por acidente, como resultado de ter sido lançado de maneira descontrolada... em resposta aos intensos ataques na noite de ontem por Israel", disse o ministro das Relações Exteriores cipriota, Kudret Ozersay, em coletiva de imprensa.

"Com base em nossa avaliação inicial, são os restos de um míssil que é conhecido como S-200 no sistema russo e SA-5 no sistema Otan", acrescentou.

(Reportagem adicional de Tuvan Gumrukcu e Can Sezer)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.