Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente francês, Emmanuel Macron, em Paris, em 3 de junho de 2017

(afp_tickers)

O presidente da França, Emmanuel Macron, recebeu nesta quinta-feira seu homólogo peruano, Pedro Pablo Kuczynski, no Palácio do Eliseu, em um encontro em que ambos os líderes reiteraram seu compromisso de aplicar o acordo de Paris sobre o clima.

"Estamos ambos plenamente comprometidos com o respeito ao acordo de Paris mas também com a vontade de ir além", disse Macron em uma declaração conjunta após se reunir durante meia hora com Kuczynski.

"Tivemos uma conversa muito positiva sobre o clima e o aquecimento global", apontou Kuczynski, cujo país recebeu, em 2014, a cúpula climática COP20.

Foi nessa cúpula que se estabeleceram as bases do acordo global contra o aquecimento do planeta assinado no ano seguinte na capital francesa, concebido para diminuir as emissões poluentes e desacelerar o aquecimento da Terra.

As mudanças climáticas são um tema preocupante para o Peru, que sofre com as consequências do fenômeno climático "El Niño Costeiro" desde o início do ano.

O acordo de Paris voltou ao centro dos debates desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a retirada do país, há uma semana, provocando uma onda mundial de críticas.

Os dirigentes abordaram também a situação política na América Latina, que Macron assegurou "acompanhar com muita atenção", incluindo a crise política na Venezuela, que vive mobilizações maciças contra o presidente Nicolás Maduro.

Macron confirmou que viajará a Lima em setembro, para comparecer à cerimônia de designação da cidade organizadora dos Jogos Olímpicos de 2024 e apoiar a candidatura de Paris.

"Terei o prazer de ir a Lima em setembro", declarou o presidente francês, que disse que o Peru é "um sócio importante", com o qual quer manter cooperação nos âmbitos tecnológico, econômico e de transportes.

Kuczynski, de 78 anos, é o primeiro presidente latino-americano a ser recebido por Macron, de 39 anos, que assumiu o cargo no último 14 de maio.

O líder peruano pronunciará na sexta-feira um discurso no IX Fórum Econômico Internacional da América Latina e o Caribe da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris.

Posteriormente, manterá reuniões privadas com o secretário-geral da OCDE, Ángel Gurria; com o presidente da Guatemala, Jimmy Morales; e com o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Alfredo Moreno.

Após concluir sua agenda oficial na França, Kuczynski viajará à Espanha no sábado, onde se reunirá com o presidente do governo, Mariano Rajoy.

AFP