Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Maior feira de arte do mundo comemora 40 anos

Kboc exposto pela Galeria Razuk na Feira de Basileia

(swissinfo.ch)

Mais de 300 galerias de arte expõem os trabalhos de mais de 2.500 artistas dos séculos 20 e 21.

Este ano, a Artbasel comemora seus 40 anos e, ao longo deste tempo, consolidou a posição de maior feira de artes do mundo – tanto pela qualidade dos trabalhos que apresenta como pelos negócios que propicia.

Todos os anos a feira atrai artistas, colecionadores, galeristas e fãs da arte do mundo inteiro. Espera-se cerca de 60 mil pessoas. Mais de mil galerias inscreveram-se no evento, mas apenas 300 delas passaram pelo crivo dos organizadores.

O critério de qualidade faz parte da origem da mostra. Nos anos 70, quando um de seus fundadores Ernest Beyeler teve a ideia de montá-la, reunia as melhores galerias e os mais renomados artistas, sem contar na qualidade de seus catálogos - que até hoje têm uma edição impecável.

Arte na Praça

Na Messeplatz, algumas instalações mostram que a praça não é a mesma – pelo menos até domingo estarão expostos os Public Art Projects. O Loop Bench, por exemplo, do artista Jeppe Hein, é um banco branco enorme. Mistura em seus contornos formas de escorregadores ou de assentos individuais.

Passear pela feira é percorrer uma parte da história da arte – em cores. Telas de Modigliani, Picasso, Paul Klee, Miró e muitos mais. Estes trabalhos ficam na chamada Art Galeries, que reúne o maior número de galerias. Neste setor, estão três brasileiras: Fortes Villaça, Milan e Strina.

Da neve a Milão

Cerca de 60 trabalhos estão expostos na Art Unlimited. Montagens, telas, objetos e até mesmo salas fechadas surpreendem e divertem o visitante. A instalação "Location6", do artista Hans Op de Beeck, tinha até fila para entrar – mas ninguém reclama: a curiosidade é maior.

Depois de colocar as pantufas, o visitante admira a paisagem de neve montada pelo artista. É como se a pessoa estivesse na janela de um chalé, com a possibilidade de admirar o branco e o silêncio da neve – e, o melhor de tudo, sem passar frio.

Quem quer um pouco mais de movimento pode visitar "Chronicles from Milano", de Vincenzo Castella. Projeções de cenas de Milão mostram a graça e os percalços da cidade grande.

Para comemorar os 40 anos, os organizadores trouxeram a Basileia o espetáculo "Il Tempo Del Postino", considerada a primeira ópera visual do mundo. É a primeira vez que será apresentada, depois de Festival Internacional de Manchester, em 2007.

Artista brasileiro

A festa é na Suíça, mas há brasileiros com bons motivos para comemorar. O artista goiano Kboco, de 30 anos, estreou na Artbasel em grande estilo. Ele é um dos expositores do Art Statements, parte da feira reservada a artistas jovens.

" Para mim é o resultado de anos de trabalho e que dá início a uma carreira internacional", diz. Somente 27 artistas expõem nesta parte da feira, mas foram selecionados entre mais de 300 trabalhos do mundo.
No primeiro dia de feira,muitos visitantes interessavam-se pelas pinturas do artista, expostas no estande da Marília Razuk, galeria de São Paulo.

"É a primeira vez que estamos na Artbasel e é motivo de orgulho. Afinal, é a mais reconhecida feira de artes do mundo", disse Marília Razuk.

Marcio Mendanha de Queiroz, que recebeu o apelido de Kboco numa alusão a caboclo, pinta desde os 13 anos e seu primeiro contato com os pincéis ocorreu graças ao interesse por grafite. Ele é skatista e grafiteiro, mas nada de rótulos. De lá para cá muita coisa mudou. Inclusive seu trabalho. "Quero fazer mais coisas com minha arte. Quero interferir na paisagem urbana, mas em harmonia com os estilos das cidades", explica.

Ele tem planos de desenvolver projetos urbanísticos em parcerias com paisagistas e arquitetos. De acordo com ele, essa necessidade de aproveitar as linhas da natureza ficou mais forte quando morou em Olinda. "As casas antigas pedem uma pintura, mas que seja integrada", diz. "Respeito o lugar que pinto."

Lourdes Sola, Basileia, swissinfo.ch

Fatos

Aqui termina o infobox

Dados importantes

Das galerias, a maioria é dos Estados Unidos (75). Depois são as alemãs (56), seguidas das suíças (33).

A Artbasel comemora 40 anos. Um dos organizadores da primeira mostra foi Ernest Beyeler, que promovia reuniões anuais para reunir os amantes das artes. Começou a dedicar-se aos artistas modernos em 1951 e organizou mais de 250 exposições.

Até 14/6, das 11-19h /Messeplatz, 10 - CH 4005 Basel

Preços:

Ingresso diário CHF 38

Crianças, estudantes, deficientes e idosos CHF 28

Ingresso depois das 17 horas CHF 18

Il Tempo Del Postino

10, 11 e 12 de junho às 20h30

Theater Basel

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×