Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Martina Hingis volta como "caçadora"

Hingis não joga desde 13 de outubro, quando se machucou no torneio de Filderstadt, Alemanha

(Keystone)

Depois de uma parada de dois meses devido uma operação no tornozelo, a tenista suíça volta às quadras na Austrália, em 4° lugar no "ranking" mundial.

Depois de ter passado 209 semanas como n° 1 mundial, Martina Hingis volta a jogar no torneio de Sydney, preparatório para o Aberto da Austrália, primeiro torneio do "Grand Slam" do ano.

Caçadora e não caça

A tenista suíça foi forçada ao repouso, depois de uma operação dos ligamentos do tornezelo, em outubro. "Nunca tinha ficado tanto tempo parada mas isso me fez bem. Estou voltando como uma nova energia", afirmou Hingis ao jornal australiano "The Australian".

Quando se machucou, o lugar de n° 1 mundial de Martina já estava seriamente comprometido. Ela volta em 4° lugar na classificação da WTA, atrás de Capriati, Davenport e Venus Williams. "Agora eu não sou mais a caça mas a caçadora e essa é uma posição agradável", afirmou Hingis.

Para preparar a temporada, ela treinou em altitude, nas regiões montanhosas suíças. "Corri mas também andei muito. As montanhas suíças são tão íngrimes que você nem precisa correr para ter um bom preparo físico", disse ela ao jornal australiano.

Renovação está em marcha

"Estou melhor fisicamente, mentalmente e meu saque também melhorou", garante Martina. O torneio de Sidney será um teste para Hingis, já que muitos analistas consideram que ela não resiste fisicamente às suas principais rivais, mais fortes e mais altas que ela.

Além disso, vem ocorrendo uma renovação no tênis masculino e feminino. Com apenas 20 anos, o australiano Lleyton Hewitt é n° 1 mundial. Ao mesmo tempo, Sampras e Agassi descem na classificação.

No feminino, além das rivais de Martina já citadas, também surgem novos valores em que as belgas Henin e Clijsters são apenas dois exemplos.

swissinfo com agências


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×