Mercado de trabalho suíço mostra recuperação após queda por Covid-19

Bancos encontram-se entre os setores menos ameaçados por cortes de empregos. © Keystone / Urs Flueeler

Um levantamento de empresas e uma análise dos postos anunciados indicam que o mercado de trabalho está se recuperando do impacto da pandemia de coronavírus. 

Este conteúdo foi publicado em 08. setembro 2020 - 17:48
SonntagsZeitung/ac

De acordo com um artigo no jornal SonntagsZeitung de domingo, o mercado de trabalho está se recuperando mais rapidamente de seu nível mais baixo, atingido em abril, do que os especialistas previram.  

Uma pesquisa com 18.000 empresas realizada pelo Departamento Federal de Estatística sugere que a Suíça vai se sair melhor do que o esperado. Cerca de 71% das empresas pesquisadas querem manter seus níveis de pessoal no terceiro trimestre de 2020 e 9% querem aumentá-los. Apenas 7% pretendem cortar postos de trabalho, o que é menor do que durante a crise financeira de 2008: em seu pico, no primeiro trimestre de 2009, 12% das empresas pesquisadas afirmaram que pretendiam cortar postos de trabalho. 

No entanto, nem todos os setores resistiram igualmente bem à tempestade da Covid-19. Os mais pessimistas são relojoeiros, fabricantes de máquinas, refinadores de metais, empresas de logística, senhorios e hoteleiros. Eles querem reduzir sua força de trabalho em uma quantidade acima da média, entre 11% e 17%. Os setores menos ameaçados por cortes de empregos incluem bancos, seguradoras, os setores de saúde, social e educacional e a administração pública. 

Outro indicador de recuperação é o número de empregos recém anunciados analisados pelas empresas de dados Novalytica e X28. Entre junho e agosto - ou seja, desde a flexibilização das restrições do coronavírus - este índice aumentou em mais de 50% de 26.490 para 39.915. Entretanto, o número de vagas ainda está claramente abaixo do nível do ano passado: em agosto, 15% menos empregos foram anunciados do que em agosto de 2019. 

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo