Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Militantes do Greenpeace condenados na Justiça

37 militantes da organização ecológica foram condenados por prejuizos causados pelo bloqueio duas usinas nucleares na Suíça. As multas vão de Fr. 400 a Fr.1.700 francos suíços e a sentença é do Tribunal de Zurzach, no estado de Argóvia.

Além das multas que variam de Fr.400 a Fr.1.700 francos suíços (250 a 1.050 dólares), os 37 militantes do Greenpeace também vão arcar com parte das despesas do processo. A sentença do Tribunal de Zurzach foi a requerida pela Procuradoria.

Em março de 1997, 37 militantes da organização ecológica bloquearam o acesso da usina nuclear de Beznau durante 10 dias e, em 1998, tentaram impedir a saída de lixo nuclear para reciclagem da usina de Leibstadt.

A defesa alegou que se justificava uma ação contra a lei para uma evitar uma injustiça ainda maior porque alguns militantes haviam sido irradiados em usinas nucleares similares na França e na Grã-Bretanha.

O Greenpeace considerou as multas exageradas e afirmou que elas não se justificavam porque o "transporte de lixo nuclear era ilegal".

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.