Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

20,01.2017 18:00 Hermann Hassler

Hermann Hassler trabalha como policial em Davos e tem muita experiência com o Fórum Econômico Mundial (WEF). Há quatro anos ele coordena os controles nas estradas que levam ao vilarejo alpino. (Kristian Kapp, swissinfo.ch)

O dia começa com bastante frio nesses postos de controle da polícia nas duas entradas de Davos. As temperaturas de até vinte graus negativos são um dos maiores desafios no WEF em 2017, afirma Hermann Hassler. O policial suíço é o coordenador das tropas que cuidam de dois postos policiais - "Grüanbödeli" e "Landwasser". Ele também é responsável pela logística e materiais, o que é bastante importante nesse inverno, levando-se em conta que os turnos podem durar até seis horas. Só então é que os agentes podem se esquentar com um café ou chá.

Todos os carros que se dirigem à Davos devem passar em um dos controles. Nem todos eles são parados e controlados. "Nós agimos segundo a nossa impressão", explica Hassler. Objetos perigosos são confiscados e devolvidos apenas quando a pessoa sai da cidade."

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Destaque