Automação nem sempre significa cortes de empregos

Para o governo suíço, a digitalização é o futuro e ela deve se desenvolver sem regulamentação. A automação é muitas vezes sinônimo de cortes de empregos, mas para uma empresa na Suíça central, isso significou a contratação de mais funcionários.

Este conteúdo foi publicado em 15. outubro 2018 - 17:00

A Alpnach Norm, fabricante de móveis de Obwalden, na Suíça central, mostrou à televisão pública suíça, SRF, como a empresa conseguiu se modernizar sem demitir pessoal.

Abraçando a "Indústria 4.0"

Em um estudo de 2018 realizado pela consultoria EY com mais de 650 empresas suíças e alemãs, quase metade das empresas suíças entrevistadas disseram que, como a Alpnach Norm, adotaram a “Indústria 4.0”, que engloba automação, troca de dados nas tecnologias de fabricação, sistemas ciberfísicos, computação cognitiva e nuvem.

As empresas suíças pesquisadas investem uma média de 4,9% do seu faturamento em soluções da Indústria 4.0. Um terço planeja aumentar os gastos em mais de 5% em 2018. No entanto, a maioria pensa que altos custos de investimento são um obstáculo à implementação e que a falta de trabalhadores qualificados desacelera o desenvolvimento.

A disseminação da digitalização na produção industrial suíça ficou evidente na recente conferência do SINDEX  em Berna. Simon Ryser, diretor da Schneider Electric Schweiz, que está tentando trazer a realidade aumentada para a fábrica, disse à SRF: “Hoje em dia, o foco está em como os compradores podem se beneficiar especificamente. O primeiro grande hype acabou”. No entanto, Rene Brugger, presidente da Swiss Technology Network, reconheceu que existe um trade-off entre empregos e automação. “Mas sem automação, a competitividade é perdida. E isso custaria ainda mais empregos”.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo