Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Novo lar "O Morad é como um irmão mais velho"

Depois de meses de luta, Morad Essa, um refugiado da Eritréia, redescobre a vida graças à uma família suíça residente em um povoado nas proximidades de Morges (Simon Bradley, swissinfo.ch).

Morad Essa, 24 anos, é o primeiro refugiado a participar de um programa de acolho em famílias suíças lançado pelo Conselho Suíço de Refugiados (SRC) a solicitantes de asilo político com chances de poder se estabelecer no país.

Depois de viver oito meses em uma fortificação subterrânea no município de Gland, no cantão de Vaud, ele foi acolhido na residência familiar do casal Anick e Alain Christen em Lully, próximo a Morges, em 1° de março de 2015.

Aproximadamente trezentas famílias como os Christens se candidataram voluntariamente para receber refugiados em suas casas e ajudá-los a se integrar no país.

Muitos cantões se interessam pelo programa lançado pela SRC, mas encontraram diversos entraves burocráticos. Receber refugiados em lares suíços se tornou muito mais complicado nos últimos anos.