Navigation

Os efeitos colaterais da "cura" homossexual

Mesmo na moderna Suíça, os homossexuais são vítimas de terapias de conversão para mudar sua bússola sexual. (RTS / swissinfo.ch)

Este conteúdo foi publicado em 13. fevereiro 2019 - 14:00

Thomas Lauber cresceu em uma rígida comunidade religiosa no norte da suíça e foi forçado a negar sua orientação sexual. Ele participou de seminários nos quais lhe foi dito que sua homossexualidade era um demônio do qual ele deveria se libertar. Mas hoje ele assumiu-se gay e é presidente do grupo LGBT de Friburgo, SarigaiLink externo. Já em Genebra, existe um grupo de auto-ajuda chamado Le LabLink externo, que ajuda as pessoas a reconciliar a homossexualidade com espiritualidade. (RTS / swissinfo.ch)


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.