Curso para imames estimula integração de muçulmanos

Um curso de treinamento para imames na Universidade de Genebra, introduzindo-os à lei e valores suíços, está produzindo resultados. (SRF/swissinfo.ch)

Este conteúdo foi publicado em 11. maio 2018 - 17:00

Os organizadores do curso dizem que as comunidades muçulmanas estão satisfeitas com o fato de seus representantes estarem sendo enviados para treinamento. Como parte do curso de "integração" financiado pelo cantão, nove imames estão estudando na universidade.

O curso de Genebra não é o único de seu tipo na Suíça. Na cidade bilingue de Friburgo (francês e alemão), o Partido Popular da Suíça (de direita) tentou impedir a abertura do Centro para o Islã e a Sociedade (SZIG), que oferece cursos para imames sobre a cultura e a sociedade suíças. Especialistas concordaram que tal proibição foi discriminatória porque dirigida contra os membros de uma única religião, contrariando a Constituição suíça.

O diretor do SZIG, Hansjörg Schmid, diz que cerca de metade dos 200 imames que se estima ativos na Suíça participaram das primeiras 26 oficinas. "Com essas oficinas, contribuímos para a coexistência social", acrescentou ele.

Treinamento de capelania

Enquanto isso, a Suíça de língua alemã também está contribuindo para a integração. No verão passado, a Universidade de Berna lançou cursos de capacitação em capelania para imames e representantes de outras denominações ativas nas áreas de suporte a refugiados, hospitais e prisões. É liderado por uma das professoras, Isabelle North, que acredita que isso ajuda a evitar a radicalização.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo